Banca & Finanças Parlamento aprova audição de Centeno e Paulo Macedo sobre prejuízos na CGD

Parlamento aprova audição de Centeno e Paulo Macedo sobre prejuízos na CGD

Hoje, segundo fonte do grupo parlamentar do PSD, a audição dos dois responsáveis foi aprovada por unanimidade.
Parlamento aprova audição de Centeno e Paulo Macedo sobre prejuízos na CGD
Bruno Simão/Negócios
Lusa 15 de março de 2017 às 13:18
O ministro das Finanças, Mário Centeno, e o presidente da Caixa Geral de Depósitos (CGD), Paulo Macedo, vão ser ouvidos no parlamento para prestarem esclarecimentos sobre o "agravamento drástico" dos prejuízos registados pelo banco público.

Na sexta-feira passada, o deputado do PSD Duarte Pacheco disse que a bancada social-democrata iria requerer a presença de Mário Centeno e de Paulo Macedo na comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública "com carácter de urgência".

Hoje, segundo fonte do grupo parlamentar do PSD, a audição dos dois responsáveis foi aprovada por unanimidade.

Na altura, Duarte Pacheco defendeu que o "agravamento drástico dos resultados" da CGD devia "ser explicado a todos os portugueses", considerando que "um agravamento dos prejuízos do banco público significa que os contribuintes poderão ser chamados a intervir mais neste banco".

Na sexta-feira ao final do dia a CGD divulgou que teve um prejuízo histórico de 1.859 milhões de euros em 2016, mais de dez vezes superior aos resultados negativos de 171,5 milhões registados em 2015.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI