Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Partido trabalhista inglês quer prova de “interesse nacional” no negócio Pfizer-AstraZeneca

Ed Miliband acusa Cameron de agir como “apoiante” da Pfizer no negócio. Governo diz que está a assumir postura “estritamente neutra”.

Bloomberg
Negócios 05 de Maio de 2014 às 11:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

O líder do Partido Trabalhista, Ed Miliband, quer que o governo britânico proceda a um inquérito independente para determinar se a aquisição da Astrazeneca pela farmacêutica americana Pfizer é de “interesse nacional” para o Reino Unido.

 

Miliband acusa o primeiro-ministro britânico de agir como “apoiante” da Pfizer no negócio. “David Cameron está no lado totalmente errado deste assunto. Em vez de ser um apoiante para a proposta da Pfizer, devia estar antes a defender uma agenda de longo prazo para empregos de alta qualidade neste país”, afirmou à BBC.

 

O gabinete de David Cameron já respondeu às acusações da oposição, dizendo que o líder trabalhista está a colocar questões políticas antes do próprio interesse nacional. O Governo britânico assegurou que está a lutar pela ciência e trabalho do país, assumindo contudo uma posição “estritamente neutra” nas negociações.

 

Na passada sexta-feira, a AstraZeneca recusou a proposta de 63 mil milhões de libras (cerca de 77 mil milhões de euros) apresentada pela Pfizer. Se o negócio avançasse, seria a maior compra de sempre de uma empresa britânica por estrageiros.

 

Algumas horas antes nesse mesmo dia, David Cameron afirmou que tinha recebido garantias "robustas" da empresa americana de que todos os postos de trabalho seriam protegidos com a aquisição.

Ver comentários
Saber mais Ed Miliband Pfizer Reino Unido David Cameron Governo política farmacêutica fusão proposta
Mais lidas
Outras Notícias