Banca & Finanças Paulo Macedo antecipa que CGD vai apresentar lucros “significativos” este ano

Paulo Macedo antecipa que CGD vai apresentar lucros “significativos” este ano

Em declarações ao ECO, o presidente da CGD garantiu que o banco público vai cumprir o plano estratégico em termos de resultados e apresentar lucros "significativos" este ano.
Paulo Macedo antecipa que CGD vai apresentar lucros “significativos” este ano
Negócios 24 de setembro de 2018 às 10:44

A Caixa Geral de Depósitos deverá fechar o actual exercício com lucros "significativos", depois de ter regressado aos resultados positivos em 2017 pela primeira vez em sete anos.

Em declarações ao ECO, o presidente da instituição, Paulo Macedo, garantiu que o banco público vai cumprir o plano estratégico e, por isso mesmo, apresentar "resultados positivos significativos" tal como previa o plano.

Sobre o pagamento de dividendos, o presidente da CGD sublinhou que "não estão previstos no plano estratégico", ainda que a Caixa tenha como intuito pagar a ajuda que recebeu do Estado e devolver o dinheiro aos contribuintes.

"O pagamento de dividendos tem de ter em conta também a solidez da CGD. Iremos ver [a questão do pagamento dos dividendos] com os rácios da CGD. É que a Caixa tem de ser prudente. Tem de ter uma prudência adicional porque em caso de dificuldades não pode ir ao mercado buscar dinheiro", referiu Macedo, citado pelo ECO. "Mas os resultados positivos levarão a que se possa pagar ao Estado o que o Estado pôs na Caixa", acrescentou o gestor, referindo-se à operação de capitalização de quase 5 mil milhões de euros, assegurada, na sua maioria, pelo Estado.

Depois de seis anos consecutivos de prejuízos, a Caixa Geral de Depósitos voltou aos lucros em 2017, tendo fechado o ano com um resultado líquido de 51,9 milhões de euros. Nos primeiros seis meses deste ano, o banco público manteve a tónica positiva, com lucros de 194 milhões de euros.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI