Tecnologias PayPal prevê que Portugal gaste 2,3 mil milhões em compras online

PayPal prevê que Portugal gaste 2,3 mil milhões em compras online

Plataforma de pagamentos norte-americana estima que próximos três anos sejam de crescimentos nacionais a dois dígitos, até serem atingidos 2,95 mil milhões de euros em 2018.
PayPal prevê que Portugal gaste 2,3 mil milhões em compras online
Associated Press - Ivan Kruk
Isabel Aveiro 29 de novembro de 2016 às 13:17

A empresa norte-americana PayPal estima que os gastos totais online em compras online ascendam, este ano, a 2,3 mil milhões de euros em Portugal. O que, a verificar-se, representa um crescimento de 17% de acordo com os dados da plataforma.

Os indicadores, presentes num recente estudo realizado pela PayPal, designado "Consumidores transfronteiriços 2016", foram apresentados esta terça-feira, 29 de Novembro, em Lisboa. A companhia detinha, em Junho de 2015, "mais de meio milhão de clientes [com contas activas nos últimos 12 meses] em Portugal".

A expectativa da companhia é que o indicador de gastos totais online realizados a partir do território português aumente outros 14% em 2017, para 2,65 mil milhões de euros.

Em 2018, a confirmar-se a previsão da PayPal para o triénio, os gastos totais online serão na casa dos 2,95 mil milhões de euros em Portugal, após nova progressão anual de 11%.

O estudo apresentado esta terça-feira, 29 de Novembro, por Miguel Fernandes, director de vendas da PayPal no país, compreendeu entrevistas a 800 pessoas em Portugal, realizadas entre 27 de Setembro e 4 de Outubro passados, a adultos com idades compreendidas entre os 18 e os 74 anos. Na globalidade, a análise da PayPal foi realizada simultaneamente em 32 países, com as entrevistas a serem realizadas no intervalo entre 30 de Agosto e 5 de Outubro passados.

Das conclusões que os responsáveis locais da plataforma (que tem uma presença ibérica desde 2012) retiraram, destaque para o facto de que dos inquiridos em Portugal "70% dos adultos com acesso à internet admitiu ter feito compras online nos últimos 12 meses". E, deste universo, apenas 13% compram só em Portugal.

Restando então 87% dos inquiridos que adiantaram ter comprado tanto fora como dentro de Portugal – um dos níveis mais elevados do estudo realizado de entre os 32 países -, que destinos foram mais procurados pelos compradores nacionais? Segundo a Paypal, em 42% dos casos o Reino Unido, em 41% a China, em 38% a Espanha, em 23% os EUA e em 17% a Alemanha.

A via para efectuar aquisições é em 78% dos casos através de sites dedicados, em 10% por aplicações e em 5% através dos media sociais. Em 80% dos casos as compras internacionais realizadas a partir de Portugal são feitas através de computador, 11% através de smartphone, em 6% com tablet e 3% com "outros aparelhos", ainda de acordo com a mesma análise da plataforma de pagamentos.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI