Empresas Pedro Silva controla 100% da Ricon

Pedro Silva controla 100% da Ricon

Foi alcançado hoje um acordo entre os actuais accionistas do grupo Ricon, com Pedro Silva a ficar com o controlo a 100% das sociedades Ricon SGPS/Nevag SGPS. É uma separação entre irmãos, filhos do fundador Américo Silva, que se mantém como "consultor privilegiado de Pedro Silva, com base na confiança e capital de experiência adquirido".
Isabel Cristina Costa 01 de outubro de 2008 às 12:24
Foi alcançado hoje um acordo entre os actuais accionistas do grupo Ricon, com Pedro Silva a ficar com o controlo a 100% das sociedades Ricon SGPS/Nevag SGPS. É uma separação entre irmãos, filhos do fundador Américo Silva, que se mantém como “consultor privilegiado de Pedro Silva, com base na confiança e capital de experiência adquirido”.

“Este acordo implica a saída do grupo por parte do sr. Dr. Rui Silva, passando este a ocupar-se de outros negócios que não o vestuário”, explica o grupo no comunicado divulgado há minutos. Rui Silva vinha a dedicar mais do seu tempo ao clube de futebol Trofense.

Conforme revelou o Negócios na sua edição de anteontem, a principal preocupação foi assegurar a continuidade do negócio por Pedro Silva, até à data o principal responsável executivo da Ricon.

“O grupo manterá os seus vectores estratégicos, dotando-se agora de uma estrutura mais ágil, simples, linear e eficiente, respondendo às mais recentes perspectivas do mercado empresarial do sector, nacional e internacional, por forma a ajustar-se às fortes mudanças que têm vindo a ocorrer nos últimos anos aumentando a capacidade de geração de valor”, lê-se no mesmo comunicado.

O grupo Ricon é o principal fornecedor mundial da Gant, onde até Abril deste ano detinha 10,5% do capital da empresa, que acabou por vender ao grupo suíço Maus Frères (dono da Lacoste) e obteve uma mais-valia em termos brutos de 25 milhões de euros.

A Gant tem um peso de 60% na facturação do grupo, que no último exercício apurou um volume de negócios de cerca de 90 milhões de euros. Além de explorar 14 lojas Gant em Portugal, a Ricon está a abrir lojas no Brasil. Pedro Silva tem ainda em mãos o crescimento da rede de retalho própria Decénio e a licença da Henry Cotton’s. Com quatro fábricas em Famalicão, a Ricon emprega perto de 900 pessoas.




Marketing Automation certified by E-GOI