Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Perda de quota da PT com impacto “neutral”

A perda de quota de mercada da Portugal Telecom no tráfego de voz e no total da rede fixa de acesso directo, revelada ontem pela Anacom, tem um impacto “neutral” nos títulos da empresa liderada por Henrique Granadeiro, uma vez que “reflecte a tendência” d

Paulo Moutinho 12 de Setembro de 2006 às 11:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A perda de quota de mercado da Portugal Telecom no tráfego de voz e no total da rede fixa de acesso directo, revelada ontem pela Anacom, tem um impacto "neutral" nos títulos da empresa liderada por Henrique Granadeiro, uma vez que "reflecte a tendência" da rede fixa.

Segundo a Anacom, o Grupo Portugal Telecom viu, no espaço de três meses, a sua quota no tráfego de voz cair 1,2 pontos percentuais no trimestre terminado em Junho, para 71%.

O tráfego total (voz e Internet) originado na rede fixa entre Abril e Junho atingiu cerca de 2,26 mil milhões de minutos, o que representa menos 5,2% que no trimestre anterior e uma queda de 13,9% em termos homólogos.

A quota de clientes de acesso directo do Grupo PT no final de Junho era de 84,8%, o que representa uma quebra de "2,1 pontos percentuais face ao trimestre anterior e de 7,2 pontos percentuais em termos homólogos", divulgou a Anacom.

Para o analista Ricardo Pimentel Seara do BPI, os números ontem apresentados "reflectem a já conhecida tendência na rede fixa: a redução do mercado da rede fixa, a canibalização do ‘dial-up’ pelos acesso de banda larga, a expansão de novos operadores assentes no ADSL e na CATV, e também a expansão do conceito do Optimus Home da Sonaecom".

O BPI manteve inalterada a recomendação de "manter" para os títulos da Portugal Telecom, com um preço-alvo de 9,70 euros. Na sessão de hoje, os títulos da maior operadora de telecomunicações nacional seguia a valorizar 0,31% para os 9,77 euros.

Ver comentários
Outras Notícias