Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acções da Petrobras recuam para mínimos de 2005 após corte de dividendos

As acções da Petrobras atingiram esta terça-feira o nível mais baixo desde 2005 depois de ter anunciado que irá pagar menos dividendos.

Lucro da Petrobras cai 5% em 2011
Jorge Garcia jorgegarcia@negocios.pt 05 de Fevereiro de 2013 às 16:35
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As acções com direito a voto da Petrobras, sediada no Rio de Janeiro, caíram, esta terça-feira 6% para 17,01 reais, cerca de 6,28 euros, atingindo o mínimo desde Novembro de 2005. Quanto às acções preferenciais, as mais transaccionadas, chegaram a depreciar um máximo de 4,11% para 17,26 reais, o valor mais baixo desde Novembro de 2008, segundo noticia a Bloomberg.

 

A Petrobras foi a empresa produtora de petróleo com o pior desempenho de 2012, e irá pagar aos accionistas com direitos de voto cerca de 3,5 mil milhões de reais, ou 47 cêntimos por acção,  e 5,6 mil milhões de reais, ou 96 cêntimos, aos restantes investidores.

 

Os lucros antes dos juros, impostos, depreciações e amortizações caíram 17% no último trimestre do ano para 11,9 mil milhões de reais, abaixo dos 14,6 mil milhões previstos pelos analistas consultados pela Bloomberg.

 

“A produção não parece mostrar melhorias consistentes nos tempos mais próximos”, afirmou o analista Diego Mendes, numa nota de análise citada pela agência de informação americana. Este ano será o primeiro em mais de uma década que a Petrobras vai pagar dividendos mais baixos aos accionistas votantes que aos investidores não votantes.

 

Contudo, e apesar da queda dos resultados operacionais, os lucros superaram o que era expectável fruto de benefícios fiscais e da venda de títulos do tesouro no valor de 2,1 mil milhões de reais. Os lucros foram de 7,7 mil milhões de reais, ou 59 cêntimos por acção, em comparação com os 5,05 mil milhões de reais, ou 39 cêntimos por acção do ano anterior.

Ver comentários
Saber mais Petrobras lucros dividendos
Outras Notícias