Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo e carvão sustentam subida do consumo de combustíveis fósseis em Portugal

O consumo nacional de combustíveis fósseis até Novembro cresceu 0,8% face a 2013, com a maior procura de carvão e de produtos petrolíferos, sobretudo gasóleo e GPL, a sobrepor-se à queda no consumo de gás natural.

Reuters
Miguel Prado miguelprado@negocios.pt 03 de Fevereiro de 2015 às 09:51
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O consumo de combustíveis fósseis em Portugal até Novembro do ano passado estava a crescer 0,8%, para 13,7 milhões de toneladas equivalentes de petróleo, informou a Direcção-Geral de Energia e Geologia (DGEG).

 

Este crescimento (que compara o período de 12 meses até Novembro de 2014 com o período homólogo terminado em Novembro de 2013) é resultado de um maior consumo de produtos petrolíferos e de carvão, contrabalançado por uma queda na procura de gás natural.

 

Segundo a DGEG, o consumo anualizado de produtos do petróleo tinha em Novembro um crescimento de 2,7%, para 7,47 milhões de toneladas equivalentes de petróleo (TEP), enquanto a procura de carvão aumentou 1,6%, para 2,67 milhões de TEP. Já o consumo de gás recuou 3,6% face a Novembro de 2013, para 3,56 milhões de TEP.

 

Entre os produtos petrolíferos, revela a DGEG, até Novembro o consumo de gasóleos estava a crescer 0,9%, o que, em combinação com uma subida da procura de GPL de 18,2%, foi mais que suficiente para garantir o aumento no consumo total de produtos petrolíferos, apesar de uma descida de 1,3% no mercado das gasolinas.

 

Mais especificamente no mercado dos combustíveis rodoviários, o consumo de GPL Auto em Novembro de 2014 estava em linha com o do mesmo mês do ano anterior, enquanto a procura de gasóleo crescia 1,3%. Já as gasolinas tinham comportamentos mistos: a procura de gasolina 95 caía 1,4% enquanto a da gasolina 98 subia 0,9% em Novembro.

 

Recentemente a Entidade Nacional do Mercado de Combustíveis (ENMC) já avançou dados para Dezembro que indicam que face ao mesmo mês de 2013 houve um crescimento de 9,7% no gasóleo e de 3,8% na gasolina.

 

No que respeita a outros combustíveis fósseis, a descida no consumo de gás natural está intimamente ligada à menor procura da indústria. Já o consumo de gás na produção de electricidade cresceu 18,4% até Novembro, embora o seu peso na procura total de gás em Portugal ainda seja diminuto.

 

Quanto ao consumo de carvão, o crescimento da procura em 2014 está no essencial ligado à produção de electricidade, que aumentou o seu consumo de carvão até Novembro em 1,7%, face ao mesmo período de 2013, para 4,45 milhões de toneladas. Já o consumo de carvão na indústria afundou 76% no espaço de um ano, para apenas 6,5 mil toneladas.

 
Combustível de aviação em alta
Dos dados publicados pela DGEG relativamente a Novembro consta também uma subida relevante ao nível do combustível de aviação. O consumo de "jet" nos 12 meses terminados em Novembro foi de 1,1 milhões de toneladas, mais 4,8% que em Novembro de 2013. O consumo de gasolina de aviação cresceu 2,8%, para 1,4 mil toneladas. Os dados incluem a aviação civil nacional e internacional e a aviação militar.
Ver comentários
Saber mais combustíveis fósseis petróleo gás natural carvão consumo
Mais lidas
Outras Notícias