Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petrolífera chinesa Sinopec em negociações com a Galp para entrar no Brasil

A negociação de uma participação na Galp acontece depois de a estatal chinesa Sinopec ter adquirido uma unidade da Repsol YPF no Brasil por 7.100 milhões de dólares.

Lusa 05 de Novembro de 2011 às 11:51
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
O gigante petrolífero chinês Sinopec está a negociar com a Galp a aquisição de uma participação na unidade do Brasil para aumentar a sua influência na América Latina, noticia hoje a agência de noticias Efe.

Este processo pode ficar concluído ainda este mês.A negociação de uma participação na Galp acontece depois de a estatal chinesa Sinopec ter adquirido uma unidade da Repsol YPF no Brasil por 7.100 milhões de dólares (cerca de 5.148 milhões de euros à taxa de câmbio actual), no maior acordo de investimentos em petróleo da China depois de, em 2009, comprar a Addax por 8.300 milhões de dólares (6.000 milhões de euros).

Através desta aquisição, a petrolífera chinesa conseguiu acesso a reservas no Curdistão iraquiano e à África ocidental, segundo uma fonte oficial citada pela agência espanhola. Já a 01 de Novembro, a agência de informação Bloomberg tinha dado conta do interesse da Sinopec na Galp Energia. Além da Sinopec, a Galp estará ainda a negociar com outra companhia na tentativa de concluir o negócio ainda este mês, adiantava a Bloomberg.

A 28 de Outubro, o presidente executivo da Galp, Ferreira de Oliveira, disse num encontro com jornalistas que o aumento de capital da subsidiária da Galp no Brasil, de dois mil milhões de euros, deverá "estar concluída ao longo do mês de Novembro".

A operação de aumento de capital da Petrogal Brasil é fundamental para a empresa portuguesa, uma vez que grande parte do encaixe será para ser aplicado em investimentos na exploração de petróleo no Brasil.A empresa teve nos primeiros nove meses do ano um lucro ajustado de 172 milhões de euros, menos 35,4 por cento do que em idêntico período do ano passado, justificados pelo pior desempenho do negócio de refinação e distribuição.

A Galp contratou a JP Morgan Chase&Co, a UBS AG e o Bank of America Corporation para aconselharem a venda, disseram peritos na matéria.

Além da Galp, a Sinopec poderá também lançar uma oferta sobre as operações em Angola da petrolífera Marathon, com sede nos Estados Unidos.
Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias