Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Pharol passou a deter 27,18% da Oi

A ex-PT SGPS passou a deter 27,18% do capital social da Oi no seguimento da conversão voluntária de acções preferenciais em acções ordinárias da operadora brasileira.

Sara Ribeiro sararibeiro@negocios.pt 19 de Outubro de 2015 às 19:40
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

A Pharol passou a deter 27,18% do capital social da Oi, após a conversão de acções da operadora brasileira, segundo um comunicado enviado à CMVM. Antes desta operação, a ex-PT SGPS detinha directa e indirectamente 27,5% da Oi.

"A Pharol informa que, na sequência da conversão voluntária de acções preferenciais em acções ordinárias de emissão da Oi, […] passou a deter, directa e indirectamente através de subsidiárias 100% detidas, 183.662.204 acções ordinárias da Oi, representativas de 27,18% do capital social total da Oi S.A. (excluindo acções de tesouraria)", lê-se no documento.

A sociedade gestora de participações sociais sublinha ainda que o direito de voto da Pharol na Oi "está limitado a 15% do total de acções ordinárias" e lembra que a sua fatia na operadora brasileira poderá ainda aumentar devido à opção de compra que mantém no seguimento da renegociação da combinação de negócios.

"Adicionalmente, a Pharol mantém uma opção de compra sobre 47.434.872 acções ordinárias da Oi e 94.869.744 acções preferenciais da Oi, com um preço de exercício de 20,104 reais para as acções ordinárias e 18,529 reais para as acções preferenciais e uma maturidade de seis anos, expirando a possibilidade de exercício da opção pela Pharol em 10% no fim do primeiro ano e em 18% no fim de cada ano seguinte".

Esta opção de compra surgiu no seguimento do polémico investimento da PT na Rioforte que levou ao incumprimento de quase 900 milhões de euros, que levou à diminuição da participação da PT na combinação de negócios.

 

Ver comentários
Saber mais Oi PT Pharol
Outras Notícias