Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Platini junta-se a Blatter ao ser também suspenso por 90 dias

O antigo futebolista francês e presidente da UEFA foi suspenso por um período de 90 dias do cargo de vice-presidente da FIFA. A decisão foi tomada pelo Comité Executivo que já suspendera Blatter e também Jerome Valcke.

A carregar o vídeo ...
Blatter Suspended as FIFA President for 90 Days
David Santiago dsantiago@negocios.pt 08 de Outubro de 2015 às 11:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • 20
  • ...

Michel Platini está suspenso da vice-presidência da FIFA. A notícia está a ser avançada pela BBC que garante que o presidente da UEFA e, por inerência, também vice-presidente do organismo que tutela o futebol mundial, está suspenso por um período de 90 dias deste último cargo por decisão do Comité de Ética da FIFA.

Ontem, o ainda presidente da FIFA, o suíço Joseph Blatter, já havia sido suspenso, também por um período de 90 dias, pelo Comité de Ética da FIFA que se encontrava reunido na Suíça desde segunda-feira passada. Entretanto, a BBC refere que o também vice-presidente do organismo responsável pela gestão do futebol mundial, Jerome Valcke, foi suspenso provisoriamente pelo mesmo período de tempo.

 

Estes dirigentes desportivos encontram-se sob investigação daquele órgão da FIFA devido às notícias relativas a práticas de corrupção por parte dos mesmos. "Os fundamentos para estas decisões prendem-se com investigações em curso por parte deste comité devido a alegações de corrupção", pode ler-se num comunicado divulgado esta quinta-feira pelo Comité de Ética.

Depois de, ainda no mês passado, as autoridades judiciárias suíças terem aberto um processo criminal contra Sepp Blatter, na sequência das notícias acerca de um alegado "pagamento ilegal" de cerca de 1,8 milhões de euros, feito em 2011 pelo dirigente suíço a Platini, o Comité de Ética da FIFA decidiu reunir-se para avaliar a gravidade da situação e apurar da legitimidades destes dirigentes para se manterem nos respectivos cargos.

 

No entanto, tanto Blatter, como Platini e Valcke, negam qualquer procedimento ilegal ou ilegítimo. Blatter lamentou recentemente ter sido "condenado sem que haja provas de infracções". E Platini defendeu há poucos dias que o pagamento recebido dizia respeito a uma "compensação válida" pelo contributo dado à FIFA ao longo de mais de nove anos de colaboração com este organismo. O Ministério Público helvético acusou Sepp Blatter de ter feito "um pagamento desleal" ao presidente da UEFA.

 

Esta quinta-feira, ainda antes de ser conhecida a decisão do Comité de Ética, foram divulgados documentos que já antecipavam a suspensão de Platini. O ex-futebolista gaulês, que já apresentou a sua candidatura à presidência da FIFA nas eleições agendadas para 26 de Fevereiro do próximo ano, prontificou-se esta manhã a classificar de aquelas informações de fugas "insidiosas" que pretendem "essencialmente atingir a minha reputação".

 

Já Valcke encontra-se so suspeita de ter beneficiado de um esquema que terá permitido a um conjunto de pessoas lucrarem de forma indevida com a venda de bilhetes para Mundiais de futebol.

 

Estes processos e notícias relacionadas com a prática de corrupção, que já levaram inclusivamente à abertura de inquéritos sobre a atribuição da organização dos Mundiais de 2018 e 2022, foram espoletados pelo escândalo que rebentou a 27 de Maio. Dia em que foram detidos 14 dirigentes e ex-dirigentes da FIFA por acusados dos crimes de  de extorsão, constituição de redes fraudulentas e lavagem de dinheiro. 


(Notícia actualizada pela última vez às 12h21) 

Ver comentários
Saber mais Michel Platini FIFA Joseph Blatter futebol Comité de Ética
Outras Notícias