Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portucel com recuperação no terceiro trimestre

Apesar dos resultados líquidos da Portucel estarem a cair 38,2% desde o início do ano, os lucros da papeleira no terceiro trimestre registam uma subida de 32% face ao trimestre anterior, para 25,4 milhões de euros.

Maria João Babo mbabo@negocios.pt 27 de Outubro de 2009 às 19:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
Apesar dos resultados líquidos da Portucel estarem a cair 38,2% desde o início do ano, os lucros da papeleira no terceiro trimestre registam uma subida de 32% face ao trimestre anterior, para 25,4 milhões de euros.

Na apresentação dos resultados do terceiro trimestre, a Portucel destaca que entre Julho e Setembro o EBITDA (cash flow operacional) aumentou 32,4% para 55 milhões de euros e os resultados operacionais cresceram 24,1% para 30,5 milhões.

As vendas globais do terceiro trimestre registaram um decréscimo de 1,9% face ao segundo trimestre, totalizando 268,6 milhões de euros, afectadas, segundo a empresa, pela “situação no mercado”.

“Este decréscimo resulta essencialmente do menor volume de vendas de pasta para papel no terceiro trimestre, fruto da maior integração de pasta em papel e também da redução no preço de venda do papel”, refere a Portucel.

Apesar do desempenho positivo no período em análise, no conjunto dos nove meses os principais indicadores da papeleira registam quedas. O EBITDA apresenta um recuo de 29,6% face aos primeiros nove meses de 2008 e os resultados operacionais descem 40,8%.

O resultado líquido caiu 38,2% nos nove meses de 2009, para 72,5 milhões de euros, face ao período homólogo, quando apresentou lucros de 117,3 milhões de euros.

Já os investimentos do grupo aumentaram até Setembro 105,9% para 352,2 milhões de euros.

No final de Setembro, a dívida líquida remunerada situou-se em 630,8 milhões de euros, um acréscimo de 171,2 milhões face ao final do ano de 2008, resultante do pagamento de dividendos e dos pagamentos associados ao plano de investimento. A autonomia financeira, revela o grupo, situou-se em 50,3% e o rácio dívida líquida / EBITDA fixou-se em 3,0.

Ver comentários
Outras Notícias