Turismo & Lazer Portugal sobe a 12.º no 'ranking' da competitividade turística do Fórum Económico Mundial

Portugal sobe a 12.º no 'ranking' da competitividade turística do Fórum Económico Mundial

"Portugal está na posição mais elevada de sempre, tendo subido oito posições desde 2013 (20.º lugar) e três lugares desde 2015", anunciou o Governo.
Portugal sobe a 12.º no 'ranking' da competitividade turística do Fórum Económico Mundial
Pedro Catarino
Lusa 04 de setembro de 2019 às 07:57
Portugal subiu a 12.º lugar no que diz respeito à competitividade no setor do Turismo no 'raking' do Fórum Económico Mundial (WEF em inglês), atingindo o primeiro lugar na componente de infraestruturas turísticas segundo um comunicado do Governo.

Na nota, do gabinete da secretária de Estado do Turismo, lê-se que "Portugal atingiu pela primeira vez a liderança mundial em termos de qualidade das infraestruturas turísticas, de acordo com o Relatório de Competitividade no Turismo de 2019 do Fórum Económico Mundial (World Economic Forum, WEF)", que foi hoje disponibilizado.

O estudo, que é levado a cabo de dois em dois anos, tinha, em 2017, colocado Portugal no 14.º lugar em termos de competitividade a nível mundial.

"Portugal está na posição mais elevada de sempre, tendo subido oito posições desde 2013 (20.º lugar) e três lugares desde 2015 (15.º lugar). Este relatório do WEF faz uma análise aprofundada do turismo em mais de 130 economias mundiais", adiantou a tutela.

Portugal subiu ainda cinco lugares em recursos naturais e culturais (de 20.º para 15.º lugar), em transporte aéreo (de 31.º para o 21.º lugar), na rapidez na adoção de tecnologias (de 41.º para 38.º) ou ainda na priorização do turismo (de 14.º para 12.º), o que reflete "a forte aposta que tem sido atribuída à captação de ligações internacionais e no alargamento do turismo ao longo de todo o território e de todo o ano", lê-se na mesma nota.

O índice avalia 14 itens que depois são usados para medir a competitividade de um país, de acordo com o documento.

Estes resultados "mostram que a estratégia a 10 anos que construímos para o turismo está a dar resultados. Atingimos a posição mais alta de sempre neste 'ranking', e fomos considerados o país com melhores infraestruturas turísticas em todo o mundo", sublinha a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, citada no comunicado.

Para a governante, "Portugal é cada vez mais uma referência internacional no turismo, sendo este relatório uma peça chave para captação de investimento".

No dia 14 de agosto, o Instituto Nacional de Estatística (INE) revelou que os principais indicadores da atividade turística aceleraram em junho, impulsionados pelos mercados interno e externo, com os hóspedes a aumentarem 9,7%, as dormidas a subirem 5,6% e as receitas a crescerem 11,8%.

Segundo o INE, "em junho de 2019 o setor do alojamento turístico registou 2,7 milhões de hóspedes, que proporcionaram 7,1 milhões de dormidas", refletindo-se em crescimentos de 9,7% e 5,6%, respetivamente (+7,0% e +3,1% em maio, pela mesma ordem).



pub

Marketing Automation certified by E-GOI