Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Santander melhora lucros em 39%

O grupo Santander verificou uma melhoria de 39% do resultado líquido em 2014 face ao ano anterior, beneficiando de uma subida do produto bancário e de um corte de custos. Portugal foi o segundo mercado que mais cresceu.

Reuters
Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 03 de Fevereiro de 2015 às 08:14
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

O espanhol Santander apurou uma subida de 39,3% do resultado líquido no ano passado, conseguindo passar dos 4.175 milhões de euros alcançados em 2013 para os 5.816 milhões de euros em 2014.

 

Para este valor, justifica o grupo, contribuiu o aumento de 3% do produto bancário e o corte de cerca de 1% dos custos. Além disso, as provisões para cobertura de insolvências desceram 14%, com quedas nos principais mercados, indica o comunicado apresentado no site da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários esta terça-feira, 3 de Fevereiro.


Nas contas de 2014, o Santander alcançou mais-valias com operações extraordinárias na ordem dos 1.589 milhões de euros que não tiveram impacto no lucro – foram canalizadas para custos de reestruturação e outros tipos de saneamento, segundo o banco, sem dizer se tal foi feito por iniciativa própria ou por indicação dos reguladores.

 

O crédito a clientes do grupo espanhol avançou 7,3% para 734.711 milhões de euros ao passo que o crescimento dos depósitos foi de 6,5% para 647.628 milhões. O Santander empregava 186.405 funcionários em Dezembro de 2014, menos 0,6% do que no ano anterior.

 

Em termos de solidez, o rácio de capital CET 1 subiu de 8,3%, em Setembro, para 9,7%, no final do ano, tendo já integrado a comparação com o aumento de capital de 7.500 milhões de euros realizado no início de 2014.

 

Portugal, segundo mercado que mais cresce

 

"Pela primeira vez desde que a economia mundial entrou em crise, os dez principais mercados em que o grupo opera apresentaram subidas no resultado bruto", indica a instituição. Uma afirmação que não é correcta quando se olha para o resultado líquido - o México verificou uma descida no lucro em relação a 2013 devido à carga fiscal, e os Estados Unidos estagnaram. 

 

Em Espanha, o Santander verificou uma mais do que duplicação do lucro, naquela que foi a maior subida nos dez mercados principais – o resultado líquido obtido no mercado espanhol contribuiu para 14% do total. Assim, o Reino Unido e o Brasil continuam a ser mais representativos para as contas da instituição – 19% cada um.

 

Portugal verificou um avanço de 65% do resultado. Foi o segundo maior aumento. O Santander Totta vai apresentar os resultados na próxima quarta-feira, 4 de Fevereiro. Em Portugal, o grupo espanhol é um dos 16 que está na corrida pelo Novo Banco (sabe-se que a ANANOB não foi considerada pelo Banco de Portugal, deixando o número de ser 17), ainda que a presidente Ana Botín tenha dito, no comunicado, que a prioridade é para "crescer de forma orgânica". 

Ver comentários
Saber mais Santander Ana Botín
Mais lidas
Outras Notícias