Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal lidera incumprimento nos pagamentos

Portugal é o país europeu onde se verifica o maior nível de incumprimento dos prazos de pagamento acordados com os fornecedores, revela um estudo da Dun & Bradstreet sobre a distribuição.

Ana Suspiro asuspiro@mediafin.pt 28 de Abril de 2003 às 20:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Portugal é o país europeu onde se verifica o maior nível de incumprimento dos prazos de pagamento acordados com os fornecedores, revela um estudo da Dun & Bradstreet sobre a distribuição.

Segundo o estudo, citado pelo Expansión Directo, 24,5% das empresas portuguesas pagam com mais de 30 dias de atraso em relação aos prazos acordados, o que coloca o Portugal no topo de lista dos incumpridores.

O estudo envolve a Alemanha, França, Espanha, Itália, Bélgica, Reino Unido, Holanda e Irlanda.

Depois de Portugal, segue-se a Bélgica onde 18,3% das empresas pagam a mais 30 dias depois da data acordada.

Pinto Ferreira, presidente da Centromarca, associação que reúne as principais empresas fornecedoras das empresas de distribuição, salienta que Portugal até nem é dos países onde os prazos de pagamento são mais largos.

No entanto, verificam-se níveis significativos de incumprimento em relação a prazos acordados, sublinha.

A Dun & Bradstreet destaca ainda outros mercados onde existem níveis significativos de incumprimento, como a Irlanda (15,8%), Holanda (10,5%), Espanha (8,9%), Alemanha (8,6%) e França (11,1%).

O estudo alerta ainda para a degradação das condições de pagamento na Europa, a partir de um levantamento sobre os prazos praticados por mais de 1,9 milhões de empresas.

As conclusões revelam que uma em cada nove empresas europeias e 10,3% do total paga aos seus fornecedores mais de 30 dias depois do prazo acordado.

No caso da Alemanha, país onde a economia atravessa uma fase de estagnação, os incumprimentos atingiram o nível mais alto dos últimos sete anos.

Já o Reino Unido, com uma taxa de incumprimento 7,2%, registou o nível mais positivo de sempre.

Ver comentários
Outras Notícias