Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal, que futuro? Exportar, exportar, exportar

O crescimento do País está agora, em exclusivo, nas mãos das exportadoras

Negócios negocios@negocios.pt 14 de Dezembro de 2010 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Como Fernando Pessoa, há quem pense que os portugueses ficaram desempregados desde a descoberta do caminho marítimo para a Índia. Um manifesto exagero. Depois de ter dado novos mundos ao mundo, Portugal dá a volta ao antigo lema e projecta um novo desígnio nacional: vender o mais possível lá fora, para que possa crescer cá dentro.

Com o consumo público e privado nos cuidados intensivos, e com o investimento de baixa, as empresas exportadoras assumiram o papel de salvadoras da pátria.

"Espanha, Espanha, Espanha." Quando chegou ao Governo, em 2005, José Sócrates apontou o mercado vizinho como prioritário aos empresários que apostavam em internacionalizar o seu negócio.

É certo que Espanha continua a ser o principal destino das exportações nacionais, mas, fortemente atingida pela crise económica, deixou de ter o poder de atracção de outrora.

A palavra de ordem passou a ser diversificar. Veja-se o caso do calçado, a mais internacionalizada indústria da economia nacional: exporta mais de 95% do que vende, para cerca de 140 países, e dá uma invejável contribuição para a balança comercial portuguesa.









logo_empresas

Ver comentários
Saber mais exportação Espanha sector do calçado
Mais lidas
Outras Notícias