Empresas "Portuguese Coffee – blends of stories" à conquista do gosto mundial

"Portuguese Coffee – blends of stories" à conquista do gosto mundial

O café expresso português já tem selo de denominação de origem. “Portuguese Coffee – blends of stories” é a marca que pretende diferenciar este produto e as suas características únicas, facilitando às marcas de café nacionais um melhor acesso aos mercados internacionais.
"Portuguese Coffee – blends of stories" à conquista do gosto mundial
DR
Rui Neves 17 de fevereiro de 2016 às 12:06

A Associação Industrial e Comercial do Café (AICC) apresentou hoje, 17 de Fevereiro, o primeiro selo de denominação do café expresso português, "uma nova marca que pretende diferenciar este produto e as suas características únicas, e que facilitará às marcas de café nacionais um melhor acesso aos mercados internacionais", explica a organização, em comunicado.

 

"Com esta iniciativa inédita estamos a possibilitar ao consumidor a facilidade de reconhecimento deste tipo de café. Por outro lado, nos mercados externos, será sempre uma forma de conhecerem também a tradição portuguesa e desta forma poderem depois pedir o nosso café nos seus países de origem, facilitando a decisão de compra", sublinhou Rui Miguel Nabeiro, presidente da AICC.

 

"Portuguese Coffee – blends of stories" é o novo selo que, a partir de agora, todas as marcas portuguesas de café – ou seja, as empresas de torrefacção que operem em Portugal -, podem incluir nas suas embalagens.

 

Esta iniciativa foi determinada pela necessidade sentida pelo sector de existir "uma marca ou elemento aglutinador da indústria que permitisse a diferenciação do café expresso português em detrimento a bebidas expresso de outras origens (países)".

 

Para as empresas exportadoras, o selo "permite evidenciar uma garantia deste café, asseguradas por entidade independente, contribuindo assim para a aceleração da competitividade das empresas nacionais no exterior", enfatiza a AICC.

A frase Com esta iniciativa inédita estamos a possibilitar ao consumidor a facilidade de reconhecimento deste tipo de café. Rui Miguel Nabeiro, presidente da AICC

 

Exportações de café batem recorde de 10 anos

 

As exportações de café transformado em Portugal aumentaram 11% no ano passado, para 63 milhões de euros, o valor mais elevado dos últimos 10 anos, segundo dados divulgados pela associação do sector. Em 2015, Portugal exportou quase 11.800 toneladas de café, mais 4,15% do que no ano anterior, das quais mais de dez mil relativas a café torrado.

 

Portugal importa principalmente café verde, ou seja, não torrado, nem descafeinado, que posteriormente transforma, exportando sobretudo café torrado. O Vietname é o principal fornecedor de café verde, contribuindo com 12.400 toneladas das cerca de 46.300 importadas para Portugal no ano passado. O nosso país comprou ainda 7.600 toneladas de café torrado, não descafeinado, ou seja café cuja torrefacção é feita no estrangeiro.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI