Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Pouca memória mas uma certeza do BdP: não podia intervir na CGD

Carlos Costa e Vítor Constâncio garantiram que o regulador não podia intervir na política de crédito da CGD. As operações eram “normais” e “legais”. Uma opinião que mereceu críticas.

Tiago Petinga
Rita Atalaia ritaatalaia@negocios.pt 27 de Junho de 2019 às 22:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
O regulador não podia nem tinha motivos para interferir nas decisões de crédito da Caixa Geral de Depósitos (CGD). Tudo "era legal". Esta foi a posição dos atuais e ex-responsáveis do Banco de Portugal (BdP) que foram à comissão parlamentar de inquérito à gestão do banco estatal. Entre as faltas de memória e ausência de documentação, as idas de Carlos Costa e Vítor Constâncio ...
Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Saber mais banca Caixa Geral de Depósitos comissão parlamentar de inquérito
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias