Transportes Preço de passes de transportes públicos será indexado a rendimento mas não em 2014

Preço de passes de transportes públicos será indexado a rendimento mas não em 2014

O secretário de Estado dos Transportes garantiu hoje que o Governo pretende indexar os preços dos passes dos transportes públicos ao rendimento dos utentes mas apenas quando o sistema estiver organizado em todo o país, o que não será em 2014.
Preço de passes de transportes públicos será indexado a rendimento mas não em 2014
Miguel Baltazar/Negócios
Lusa 31 de outubro de 2013 às 21:16

"Não há nenhuma medida no Orçamento [para 2014] relativamente a alteração de política tarifária nos bilhetes (...) Enquanto não tivermos o Passe Social Mais em todo o país, os descontos continuarão a existir nos sítios em que existem. Há uma vontade da nossa parte de ter até ao fim da legislatura um transporte público organizado - seja pelas comunidades intermunicipais ou pelas câmaras - em que o preço está indexado ao rendimento e aí haverá apoio através do Passe Social Mais e o desconto será em função do rendimento da pessoa que compra o bilhete", explicou Sérgio Monteiro aos jornalistas à margem de uma conferência hoje em Lisboa.

 

O governante garantiu ainda que "continuará a haver desconto para pessoas com idades mais jovens ou de maior idade porque ainda não há um mecanismo que apoie a mobilidade para aqueles que têm rendimentos mais baixos como já existe em Lisboa e no Porto".

 

"Manteremos esse desconto e as empresas fazem as políticas comerciais que entendem. No momento em que nós organizarmos o transporte público de maneira a que todo o país possa ser servido, passaremos a ter os descontos previstos pelo Passe Social Mais só em função do rendimento e não em função da idade", reiterou.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI