Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Preços terão aumentado 0,2% em Julho com aumento do IVA

O índice de preços no consumidor (IPC), segundo as previsões da Direcção Geral da Empresa, aumentou 0,2% no mês um Junho, colocando a inflação homóloga nos 1,9%, um aumento que terá sido originado pelo aumento da taxa máxima do IVA de 19 para 21%.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 02 de Agosto de 2005 às 18:02

O índice de preços no consumidor (IPC), segundo as previsões da Direcção Geral da Empresa, aumentou 0,2% no mês um Junho, colocando a inflação homóloga nos 1,9%, um aumento que terá sido originado pelo aumento da taxa máxima do IVA de 19 para 21%.

Segundo a DGE, o IPC cresceu 0,2% em Junho, um aumento superior em quatro décimas ao verificado no mesmo mês de 2004, quando tinha recuado 0,2%. A inflação homóloga terá aumentado 0,3 pontos percentuais, para 1,9%, quando em Junho tinha descido para 1,6%, o valor mais baixo de cinco anos.

Ainda assim, a variação média dos últimos doze meses esperada para Julho é de 2,1%, inferior em uma décima à verificada no passado mês de Junho.

Este aumento da inflação em Julho era já aguardado, pois a taxa máxima do IVA subiu, no início do mês passado, de 19% para 21%. A estimativa do Banco de Portugal aponta para que o efeito da subida do IVA, na inflação deste ano, seja de 0,3 pontos percentuais.

A DGE estima que as principais contribuições positivas se concentrem fundamentalmente nos combustíveis e lubrificantes p/ equip. p/ transp. pessoal (por força da subida dos preços dos combustíveis) e na carne (variação determinada, essencialmente, pela subida dos preços que se prevê venham a ter as carnes de porco e aves).

Os combustíveis, num mês em que o petróleo cotou em novos máximos históricos, aumentaram 5,3% e o preço da carne subiu 1,6%. Apesar do aumento do IVA, os preços do vestuário recuaram 5,5% e os do calçado desceram 4,2%.

Outras Notícias
Publicidade
C•Studio