Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Prejuízos de 2005 da GM aumentam em 1,65 mil milhões após revisões

A General Motors (GM) anunciou que os prejuízos de 2005 vão ser maiores em dois mil milhões de dólares (1,65 mil milhões de euros) devido a custos associados à eliminação de postos de trabalho e ao processo de falência da unidade Delphi.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 17 de Março de 2006 às 11:59
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A General Motors (GM) anunciou que os prejuízos de 2005 vão ser maiores em dois mil milhões de dólares (1,65 mil milhões de euros) devido a custos associados à eliminação de postos de trabalho e ao processo de falência da unidade Delphi.

Erros de contabilidade na unidade de crédito forçaram a GM a falhar a data limite de apresentação das novas contas aos reguladores, estabelecida até ontem. A empresa reviu as contas entre 2000 e 2004 depois das investigações levadas a cabo pelo reguladores norte-americanos terem obrigado a GM a rever as práticas de contabilidade.

A revisão das contas do ano passado resultou num aumento dos prejuízos para os 10,6 mil milhões de dólares (8,77 mil milhões de euros), o que compara com os 8,6 mil milhões de dólares (7,11 mil milhões de euros) anunciados em Janeiro.

«Os investidores estão a questionar-se o que está a acontecer na General Motors» afirmou à Bloomberg um professor da Universidade Michigan, Eugene Jennings, acrescentando que «quando se encontra um problema contabilístico, é apenas uma amostra do iceberg que está por baixo».

As acções da GM desvalorizavam em Frankfurt 2,67% para os 17,52 euros.

Outras Notícias