Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Presidente do Banco Mundial considera um "erro" nacionalização na Argentina

Robert Zoellick, presidente do Banco Mundial, diz ser necessária atenção aos movimentos proteccionistas.

Negócios negocios@negocios.pt 20 de Abril de 2012 às 11:08
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, que sairá do cargo em Julho, considerou ontem que a decisão da Argentina em nacionalizar parte da posição da Repsol na petrolífera YPF "é um erro".

Em conferência de imprensa, Robert Zoellick acrescentou, citado pelas agências internacionais, que "é um sintoma ao qual temos de estar atentos, se sob pressão económica, os países vão tomar políticas mais nacionalistas, respondendo mais ao populismo e respondendo mais ao proteccionismo".

A Argentina já fez saber pretender justificar a sua decisão de tomar o controlo da YPF ao Banco Mundial e ao FMI.

Aliás, a disputa com a Repsol pode ir mesmo parar ao centro de arbitragem do Banco Mundial, já que as partes têm declarado não estar de acordo sobre valores. A Repsol diz pretender oito mil milhões de euros. A Argentina disse já que era um valor demasiado elevado.

Ver comentários
Outras Notícias