Energia Prio: "Intermarché não pode ignorar contrabando de combustíveis"

Prio: "Intermarché não pode ignorar contrabando de combustíveis"

Pedro Morais Leitão considera que a rede de postos de combustível dos supermercados Intermarché deve parar de comprar combustível a empresas que estão a ser investigadas por importações ilegais de combustível.
A carregar o vídeo ...
O presidente da Prio defende que o Intermarché tem de deixar de comprar combustível a empresas que estão a ser investigadas pelo contrabando de combustível a partir de Espanha.

Pedro Morais Leitão considera que a rede de postos de combustível dos supermercados Intermarché tem a sua "imagem em jogo" por continuar a fazer negócio com as empresas investigadas por importações ilegais de combustível.

"A partir do momento que sabe que as pessoas estão a ser investigadas e multadas pelo regulador, o Intermarché tem de ter uma postura diferente. Não pode, simplesmente, ignorar o problema. E eles saberão isso porque, na verdade, depois conseguem vender mais barato", acusa Pedro Morais Leitão na entrevista Conversa Capital do Jornal de Negócios/Antena 1.



pub