Imobiliário Procura internacional de casas em Portugal disparou 400% no primeiro trimestre

Procura internacional de casas em Portugal disparou 400% no primeiro trimestre

Segundo o portal Imovirtual, o tráfego internacional de procura de casas em Portugal quadruplicou no primeiro trimestre do ano. Brasil, EUA, França, Reino Unido e Suíça são os países que mais procuram imóveis por cá.
Procura internacional de casas em Portugal disparou 400% no primeiro trimestre
Raquel Murgeira 17 de abril de 2018 às 11:31
A procura internacional de casas em Portugal cresceu mais de 400% nos primeiros três meses do ano em comparação com período homólogo do ano passado, de acordo com o portal de imobiliário Imovirtual.

As visitas ao portal vindas do exterior dispararam 414% em relação ao primeiro trimestre do ano passado, traduzindo-se em 1,5 milhões de visitas que representam já 15% do total.

O Brasil, EUA, França, Reino Unido e Suíça são os países onde essa procura se manifesta mais. Os EUA registaram o maior crescimento de procura de casas em Portugal no portal nos três primeiros meses do ano, com um crescimento de 231%. Em seguida surge o Brasil (71%) e o Reino Unido (31%).

Relativamente ao Brasil, os estados que mais procuram imóveis no nosso país são São Paulo (30%), Rio de Janeiro (25%) e Minas Gerais (7,5%). Procuram sobretudo apartamentos em Lisboa e Cascais e moradias em Braga, Porto e Vila Nova de Gaia. A tipologia T2 é a mais procurada, seja para arrendamento ou para venda, de acordo com o comunicado.

"O interesse e a procura de investimento internacional em Portugal está a aumentar e além dos países que já vínhamos a ter registo, destaca-se agora os EUA, o que abre novas oportunidades para o mercado e em particular para os agentes portugueses", afirma Cláudia Gomes, responsável pelo Imovirtual, citada no comunicado da empresa.

 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Telmo Há 5 dias

A procura de casas é em Lisboa, onde os preços explodiram, quando descobrirem o interior onde o valor das casas caiu 50%, onde há tranquilidade e segurança. Pode ser que os estrangeiros vão desenvolver o interior pois os governos só o destruíram.

pub