Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSP confirma detenção de dirigentes sindicais, mas nega confrontos

A PSP confirmou hoje ter detido dois dirigentes sindicais que participavam numa concentração junto à residência oficial do primeiro ministro, mas negou a existência de confrontos com os manifestantes.

Lusa 18 de Janeiro de 2011 às 19:43
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
"Dois indivíduos foram detidos por passarem o cordão de segurança imposto pela polícia", disse à agência Lusa fonte da PSP, recusando, contudo, a existência de confrontos.

A coordenadora da Frente Comum dos Sindicatos da Função Pública, Ana Avoila, dissera à Lusa que os dois dirigentes sindicais foram detidos após uma concentração contra os cortes salariais que terminou com confrontos entre manifestantes e agentes policiais.

"Isto é uma vergonha. Nunca se viu", disse à Lusa Ana Avoila, explicando que os sindicalistas foram impedidos de descer a calçada da Estrela após o final da acção de protesto.

Ana Avoila adiantou que a recusa da polícia em permitir que os manifestantes pudessem descer essa rua levou a que alguns deles tentassem forçar a barreira, o que desencadeou a situação de confronto.

Dois dos dirigentes sindicais que participavam na iniciativa, um do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local e outro do Sindicato dos Trabalhadores dos Professores do Norte, foram detidos e levados para a esquadra de Alcântara.

Cerca de 150 manifestantes decidiram manter-se no local até que os seus colegas sejam libertados.

Os incidentes aconteceram no final de duas horas de concentração numa das ruas junto da residência oficial do primeiro ministro, uma iniciativa que visava marcar o início de mais jornadas de luta dos trabalhadores contra os cortes salariais.

Ver comentários
Saber mais PSP manifestação sindicatos
Outras Notícias