Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PT abaixo de 1 euro pela primeira vez desde a OPA de Isabel dos Santos

As acções da empresa estão a negociar 27% abaixo da contrapartida da oferta da empresária angolana, mostrando que no mercado a convicção do sucesso da oferta é cada vez mais diminuto.

Pedro Elias/Negócios
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 16 de Dezembro de 2014 às 13:48
  • Assine já 1€/1 mês
  • 15
  • ...

As acções da Portugal Telecom SGPS estão a recuar pela nona sessão consecutiva e negociaram abaixo de 1 euro pela primeira vez desde que Isabel dos Santos lançou uma oferta pública de aquisição sobre a companhia.

 

Esta terça-feira os títulos recuam 2,26% para 1,036 euros, depois de no início da sessão terem chegado a recuar 6,51% para 0,991 euros.

 

Desde 9 de Novembro, dia em que Isabel dos Santos lançou a OPA sobre a PT SGPS, que as acções da empresa não negociavam abaixo de 1 euro. A 7 de Novembro fecharam a valer 1,217 euros e no dia seguinte dispararam mais de 10% depois de Isabel dos Santos ter oferecido 1,35 euros por cada acção.

 

Tendo em conta o mínimo de hoje, as acções da PT SGPS estão agora 27% abaixo da contrapartida oferecida pela Terra Peregrin, um preço que a empresa de Isabel dos Santos já fez saber que não vai ser alterado.

 

Este ciclo que nove sessões consecutivas em queda – em que as acções desceram 31% - reflecte a expectativa do mercado de que a OPA não irá ter sucesso. A Oi já chegou a acordo para vender a PT Portugal aos franceses da Altice por 7,4 mil milhões de euros, sendo que a operação está ainda dependente da aprovação dos accionistas da PT SGPS, numa assembleia geral que está marcada para 12 de Janeiro.

 

Esta AG decorrerá ainda antes da reunião de accionistas para deliberar sobre as condições impostas na OPA de Isabel dos Santos, sendo que a operação não irá para a frente caso a venda da PT Portugal seja concretizada.

 

O presidente da Oi assinalou ontem que a venda da PT Portugal irá permitir "reduzir significativamente a alavancagem líquida da Oi, fortalecendo sua flexibilidade financeira".

 

Neste período de nove sessões em que a PT recuou mais de 31%, as acções da Oi desceram 11%.   

 

Ver comentários
Saber mais Portugal Telecom SGPS Isabel dos Santos PT SGPS PT Portugal
Mais lidas
Outras Notícias