Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PT anula queda da Galp e leva PSI-20 para "terreno" positivo

A bolsa nacional inverteu a tendência e segue pouco alterado, com o PSI-20 a valorizar 0,03% a contrariar a movimentação das restantes praças europeias. A Portugal Telecom está a ser o motor desta recuperação do índice, conseguindo anular a nova sessão de queda acentuada da Galp Energia.

Paulo Moutinho 12 de Agosto de 2008 às 10:13
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A bolsa nacional inverteu a tendência e segue pouco alterada, com o PSI-20 a valorizar 0,03% a contrariar a movimentação das restantes praças europeias. A Portugal Telecom está a ser o “motor” desta recuperação do índice, conseguindo anular a nova sessão de queda acentuada da Galp Energia.

O índice principal seguia a cotar nos 8.575,60 pontos, com sete títulos em alta, onze a desvalorizar e duas cotadas inalteradas. Na Europa, a tendência é de queda, com os principais mercados a registarem quedas de quase 1%, depois do JPMorgan ter anunciado que vai proceder a amortizações no valor dos seus activos.

Esta notícia está a penalizar o sector da banca, na Europa. Em Lisboa, os títulos financeiros estão também em queda, com o BPI a ceder 0,61% para 2,43 euros, o BES a desvalorizar 0,33% e o BCP a registar uma quebra menos acentuada, de 0,42% para os 1,175 euros.

Em queda está também a EDP, que recua 0,15% para 3,27 euros, já a EDP Renováveis segue a valorizar 0,31% para 6,47 euros, isto no dia em que surgiram duas novas avaliações para os seus títulos. O Banesto Bolsa avalia as acções em 8,60 euros, já o Deutsche Bank atribuiu um “target” de 7,00 euros à Renováveis, o mais baixo de todos e o único inferior ao preço da OPS.

A Galp Energia destaca-se pela negativa. A petrolífera está a perder 2,95% para 12,49 euros, penalizada pela forte queda dos preços do petróleo nos mercados internacionais, e também a corrigir das elevadas valorizações registadas na semana passada, altura que anunciou uma nova descoberta petrolífera no Brasil.

A anular o impacto da queda da Galp, EDP e da banca, está a Portugal Telecom que avança 2,19% para 7,465 euros, a acompanhar a movimentação positiva do sector na Europa. A Brisa também contribuiu para a subida do índice ao somar 1,04%, apesar de o Banif IB ter revisto em baixa o “target” para os títulos da concessionária. O preço-alvo caiu para 9,00 euros.

Notas positivas também para a Jerónimo Martins, que avança 0,82% para 5,55 euros, já a Sonae SGPS caiu 0,71% para 0,70 euros. A Sonae Indústria, que ontem subiu mais de 5%, valoriza 1,85% para 2,75 euros, já a Sonaecom está subir mais de 1%. A Zon recua 0,33% para 6,00 euros.

Ver comentários
Outras Notícias