Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PT aumenta dividendos de 2003 para 0,20 a 0,22 euros em linha com estimativas (act.2)

A Portugal Telecom (PT) anunciou que o valor dos dividendos de 2003, a serem pagos em 2004, será de 0,20 a 0,22 euros, um valor em linha com as expectativas dos analistas. A remuneração representa um incremento de 25 a 37,5% face ao pago este ano.

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 24 de Junho de 2003 às 16:05
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

(actualiza com comentário de analista, mais metas da PT e cotação)

A Portugal Telecom (PT) anunciou que o valor dos dividendos de 2003, a serem pagos em 2004, será de 0,20 a 0,22 euros, um valor em linha com as expectativas dos analistas. A remuneração representa um incremento de 25 a 37,5% face ao pago este ano.

Num comunicado, a Portugal Telecom (PT) [PTC] informa que a Comissão Executiva (CE) irá anunciar hoje, no seu «Investor Day» anual, a intenção de propor ao Conselho de Administração que seja submetida à assembleia geral anual de accionistas a aprovação de uma distribuição de dividendos relativos ao exercício em curso num montante entre 0,20 Euros e 0,22 euros por acção, «desde que a situação financeira da empresa e as condições de mercado o permitam».

Adicionalmente, a PT diz que a CE irá revelar que está confortável com um contínuo nível de distribuição aos accionistas de pelo menos 50% do resultado líquido distribuível, «em linha com o compromisso assumido de implementar uma política progressiva de pagamento de dividendos».

No ano transacto, o rácio «payout» da PT (percentagem dos lucros distribuídos aos accionistas) foi de 51%.

Actualmente, a maior operadora de telecomunicações nacional tem um «dividend yield» (rácio do dividendo unitário sobre a cotação) de 2,52%, dado o valor de 0,16 euros distribuído aos accionistas este ano.

PT remunera accionistas com mais de 250 milhões de euros

O valor proposto de 0,20 euros a 0,22 euros, representa um incremento do «dividend yield» para 3,1% ou 3,41%, respectivamente.

A média dos analistas contactados pelo Negocios.pt, sugeria um dividendo de 0,21 euros, em linha com o anunciado.

O valor de 0,20 euros a 0,22 euros, representa um desembolso para a operadora de telecomunicações de 251 a 276 milhões de euros. Este ano a empresa remunerou os accionistas com 200,7 milhões de euros.

Dívida sobre EBITDA nos 1,75 em 2003

Segundo adiantou ao Negocios.pt um analista que está presente no reunião com a comunidade dos analistas, «a PT disse também que tem por objectivo um rácio da dívida líquida sobre o EBITDA de 1,75X em 2003».

Miguel Horta e Costa em entrevista ao Financial Times disse ontem que a PT estima chegar ao final de 2003 com um endividamento líquido de 3,2 mil milhões de euros, ou seja, uma redução de 800 milhões de euros em 2003.

O mesmo analista comentou que, «as metas traçadas pela PT foram boas, mas bastantes cautelosas», o que ajuda a explicar a queda mais gravosa da operadora em bolsa.

As acções da PT, depois de terem sido suspensas para consolidação de ofertas, desvalorizavam 2,33% para 6,30 euros. O período de consolidação das ofertas ocorreu entre as 15h02 às 15h25 euros, segundo disse fonte oficial da Euronext Lisbon ao Negocios.pt.

Outras Notícias