Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PT deve adquirir participações dos minoritários na Vivo e na PTM

As únicas aquisições que a Portugal Telecom deverá realizar, no médio prazo, serão a compra das participações dos accionistas minoritários nas subsidiárias da Vivo no Brasil e na PT Multimédia, estima o grupo Santander.

Bárbara Leite 10 de Fevereiro de 2004 às 08:21
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As únicas aquisições que a Portugal Telecom deverá realizar, no médio prazo, serão a compra das participações dos accionistas minoritários nas subsidiárias da Vivo no Brasil e na PT Multimédia, estima o grupo Santander.

Num estudo publicado ontem, o Santander destaca que “as únicas aquisições que nós prevemos no médio prazo serão a compra das posições dos minoritários na Vivo e na PT Multimédia, para retirá-la de bolsa”.

A PT detinha, no final de 2002, 57,6% dos direitos de voto da sua participada na área dos “media”, que controla a TV Cabo e a Lusomundo.

No Brasil, a Vivo integra 19 operadoras e cinco das quais estão cotadas em bolsa. Na totalidade das cotadas, a “holding” brasileira detém menos de 50% do capital, à excepção da TeleSudeste, onde a Vivo controla mais de 80% dos títulos.

”Estas aquisições não deverão ser mal recebidas pelo mercado”, sublinha a mesma fonte.

O Santander especifica mesmo que a compra da remanescente do capital da PTM só deverá ocorrer depois das questões regulatórias relacionadas com o cabo.

A Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) entende que a PT deverá separar as redes de telefonia fixa das redes do cabo. A operadora entende que não é legal a obrigação da redução ou mesmo saída do capital do capital da TV Cabo, principal activo da PTM.

A aquisição da posição nos minoritários na PTM foi, no passado, um movimento que a administração da PT ponderou realizar, mas que não se efectivou.

Ver comentários
Outras Notícias