Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PT diz que mudança nas direcções da Lusomundo Media é «extemporânea»

A Portugal Telecom (PT) defende que qualquer notícia sobre a mudança na direcção de qualquer órgão de comunicação social da Lusomundo Media é «absolutamente extemporânea». O grupo de Miguel Horta e Costa reage assim às declarações de Miguel Coutinho, que

Elisabete de Sá esa@negocios.pt 02 de Agosto de 2005 às 19:06

A Portugal Telecom (PT) defende que qualquer notícia sobre a mudança na direcção de qualquer órgão de comunicação social da Lusomundo Media é «absolutamente extemporânea». O grupo de Miguel Horta e Costa reage assim às declarações de Miguel Coutinho, que garante estar de saída da direcção do «Diário de Notícias».

A Portugal Telecom (PT) defende que qualquer notícia sobre a mudança na direcção de qualquer órgão de comunicação social da Lusomundo Media é «absolutamente extemporânea».

O grupo de Miguel Horta e Costa reage assim às declarações de Miguel Coutinho ao Jornal de Negócios Online, que garante estar de saída da direcção do «Diário de Notícias». «O senhor Joaquim Oliveira informou-nos, a mim e ao [director adjunto] Raul Vaz, que, face à orientação empresarial que tem para o grupo, não contava connosco para a direcção do ‘Diário de Notícias’», revelou Miguel Coutinho ao Jornal de Negócios Online ao início da tarde.

A PT recorda que «que a operação de venda [da Lusomundo Media] à Controlinveste ainda não se encontra concluída, faltando para o efeito a aprovação definitiva pela Autoridade da Concorrência», explica fonte oficial da empresa.

A decisão final da entidade presidida por Abel Mateus deverá ser conhecida na sexta-feira, altura em que termina o prazo de 10 dias dado pela Autoridade da Concorrência às partes contra-interessadas no processo de venda da Lusomundo – Cofina, Prisa e Sonae.

Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio