Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Qimonda poderá ser salva por investidor chinês

A Qimonda, a fabricante de "chips" declarada insolvente, poderá ser adquirida por um investidor chinês. As negociações já estavam a decorrer ainda antes do pedido de falência da empresa presente em Portugal, e prosseguem agora através do gestor judicial, Michael Jaffé.

Paulo Moutinho 09 de Fevereiro de 2009 às 09:59
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...
A Qimonda, a fabricante de “chips” declarada insolvente, poderá ser adquirida por um investidor chinês. As negociações já estavam a decorrer ainda antes do pedido de falência da empresa presente em Portugal, e prosseguem agora através do gestor judicial, Michael Jaffé.

Segundo o “Sueddeutsche Zeitung”, que cita Dietrich Kley, o presidente do conselho de supervisão da “casa-mãe”, a Infineon Technologies, Jaffe está a negociar com um investidor chinês, não identificado, uma solução para a Qimonda. Se não for encontrado um comprador até ao final de Março, a companhia encerra.

Este investidor tem, segundo Kley, capital suficiente para adquirir a Qimonda e está mesmo a planear construir uma nova unidade de produção na China. A Qimonda, que tem duas fábricas no continente asiático, na China e na Malásia, anunciou na semana passada o encerramento da unidade nos Estados Unidos. Tem também uma fábrica em Vila do Conde.

Dietrich Kley revelou ao jornal alemão que a Infineon já estava em negociações com este investidor ainda antes da Qimonda ter declarado insolvência a 23 de Janeiro. Cabe agora a Michael Jaffé dar continuidade ao processo que poderá, assim, evitar o fim da Qimonda e, provavelmente, dar continuidade à unidade de produção em Portugal.

A Qimonda, que tem 12 mil trabalhadores em todo o mundo. Em Portugal emprega 1.700 trabalhadores. Jaffé esteve, na semana passada, na fábrica da empresa em Vila do Conde, tal como o presidente Lon Kin Wah. Admitiram uma redução de pessoal a curto prazo nas fábricas na Alemanha e em Portugal.

Ver comentários
Outras Notícias