Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

"A família é cada vez menos preponderante nas decisões da JM"

Alexandre Soares dos Santos referiu esta noite que está a negociar com o governo colombiano os impostos que a empresa pagará naquele país.

António Larguesa alarguesa@negocios.pt 20 de Março de 2012 às 01:53
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Durante um debate no Clube dos Pensadores, em Gaia, Alexandre Soares dos Santos disse que "dentro de poucos anos, a família vai ter uma posição de mando muito reduzida na JM".

A família, insistiu o orador, "tem de ter a inteligência para perceber que a família é cada vez menos preponderante nas decisões".

"Mas é preciso explicar isto, da mesma forma que foi preciso explicar por que é que a sede da holding foi para a Holanda. Porque lá é protegida a iniciativa privada. Depois se pagarmos menos impostos, muito bem", acrescentou.

Mais à frente no debate, que decorre num hotel de Gaia, o administrador da proprietária do Pingo Doce revelou que está "a discutir com o governo da Colômbia a carga fiscal" a que a empresa estará obrigada na nova fase de internacionalização para aquele país da América Latina.

No início da conversa com uma plateia de mais de 50 pessoas, Soares dos Santos disse que deve muito à bolsa. "Foi muito importante para crescermos, deu os meios necessários para iniciarmos o processo de internacionalização".

Além do mais, acrescentou, "entrar na bolsa torna as empresas mais rigorosas" e "obriga a aferir se os investimentos são bem realizados". "Isto ajuda muito ao crescimento das empresas", concluiu.

Além disso, recordou, "um balanço financeiro forte é fundamental para todas as empresas, pequenas, grandes ou médias", numa fase em que "cortaram o crédito a Portugal e a banca às empresas".



Ver comentários
Saber mais Soares dos Santos Jerónimo Martins empresa família
Outras Notícias