Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

"A melhor forma de garantir o futuro da PT será a sua libertação" da parceria com a Telefónica

Ricardo Salgado explicou hoje que votou a favor da venda da Vivo porque “a melhor forma de garantir o futuro da PT será a sua libertação desta parceria”. Com o fim da “golden share” dentro de semanas, “fica claríssimo” que a Telefónica teria maior interesse na PT do que em 50% da vivo”, adiantou.

Pedro Santos Guerreiro psg@negocios.pt 30 de Junho de 2010 às 18:57
  • Partilhar artigo
  • 7
  • ...
Ricardo Salgado explicou hoje que votou a favor da venda da Vivo porque “a melhor forma de garantir o futuro da PT será a sua libertação desta parceria”. Com o fim da “golden share” dentro de semanas, “fica claríssimo” que a Telefónica teria maior interesse na PT do que em 50% da vivo”, adiantou.

“É essencial para a sobrevivência da PT como empresa independente deixar a Vivo”, disse hoje Ricardo Salgado, lendo uma declaração escrita no início da conferência de imprensa para explicar porque o BES decidiu votar a favor da venda da Vivo.

“Sempre consideramos a Vivo um activo estratégico para a PT”, disse Salgado, acrescentando que “o BES sempre esteve na linha da frente dos negócios no Brasil”

O CEO do BES adiantou que “fica claríssimo que, com o desaparecimento da ‘golden share’ daqui a semanas, a Telefónica teria maior interesse na PT do que em 50% da Vivo”.

Deste modo, “a melhor forma de garantir o futuro da PT será a sua libertação desta parceria”, justificou.

Salgado acrescentou que dinheiro serviria para capitalizar a empresa, resolver o problema do fundo de pensões e investir, sobretudo no Brasil.

“A persistência da manutenção da PT na Vivo só poderia redundar numa OPA da Telefónica sobre a PT” e foi por isso que “aprovámos está proposta”.

“Esta oferta representa 4,4% do PIB português e ajuda no défice externo. O dinheiro permite reduzir o endividamento, resolver o fundo de pensões, etc.”, argumentou Ricardo Salgado, na defesa da venda da posição na empresa brasileira à companhia espanhola.




Ver comentários
Outras Notícias