Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

"Offshores" empolaram as contas do BCP em 520 milhões

O Banco de Portugal (BdP) considera que o Banco Comercial Português (BCP) deveria ter constituído provisões no valor de 520 milhões de euros entre 2001 e 2004, devido a empresas constituídas 17 empresas que foram incorporadas no banco.

Negócios negocios@negocios.pt 22 de Dezembro de 2008 às 08:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
O Banco de Portugal (BdP) considera que o Banco Comercial Português (BCP) deveria ter constituído provisões no valor de 520 milhões de euros entre 2001 e 2004, devido a empresas constituídas 17 empresas que foram incorporadas no banco.

A notícia é avançada pelo “Diário Económico” que cita o documento de acusação do BdP ao BCP e ex-adminsitradores do banco.

“O Banco de Portugal (BdP) concluiu que o BCP promoveu a criação de um grupo de sociedades em centros ‘offshore’, que manteve sob o seu exclusivo domínio e com a gestão efectiva delas, com o estrito objectivo de estas procederem à aquisição de valores mobiliários relativos ao BCP e a outras instituições do grupo”, de acordo com a mesma fonte.

Ao longo de quatro anos o BCP deveria ter constituído provisões de 520 milhões, acrescenta. O supervisor conclui que o BCP terá ocultado deliberadamente a existência de dezassete dessas sociedades (as quais só seriam conhecidas pela equipa de Vitor Constâncio no decurso das averiguações agora concluídas), e nunca tendo reflectido na sua contabilidade a relação de controlo que sempre manteve com aquelas entidades.

Ver comentários
Outras Notícias