Telecomunicações Receitas da PT Portugal caem 7,5% para 2,3 mil milhões (act.)

Receitas da PT Portugal caem 7,5% para 2,3 mil milhões (act.)

A dona da Meo fechou o ano passado com receitas de 2,3 mil milhões de euros, uma queda de 7,5% face ao ano anterior e que se estendeu a quase todos os segmentos da operadora.
Receitas da PT Portugal caem 7,5% para 2,3 mil milhões (act.)
Bruno Simão
Sara Ribeiro 15 de março de 2016 às 09:09

A PT Portugal teve receitas consolidadas de 2,3 mil milhões de euros em 2015. Um número que compara com os 2,5 mil milhões de euros alcançados no ano anterior e traduz uma queda de 7,5%, de acordo com as contas de 2015 da Altice divulgadas esta terça-feira.

 

A diminuição dos proveitos da empresa liderada por Paulo Neves (na foto) foi sentida em quase todos os segmentos da operadora que passou para as mãos daquele grupo francês em Junho de 2015.

 

As receitas do serviço fixo caíram 0,35% para 696 milhões de euros e no móvel 7,2% para 581 milhões de euros, refere o comunicado.  No segmento empresarial as receitas do fixo situaram-se em 448 milhões, uma queda de 9% e no móvel encolheram 3,7% para 214,7 milhões de euros.

 

Já o EBITDA consolidado (resultados antes de juros, impostos, amortizações e depreciações) cresceu 3,5% para 967 milhões de euros. Com a margem EBITDA a seguir a mesma tendência, passando de 36,9% em 2014 para 41,3% no ano passado.

 

O investimento (Capex) diminuiu 16,7% para 331,2 milhões de euros. No final do ano passado a dona do Meo anunciou que iria alargar a sua rede de fibra óptica  mais 3 milhões de casas até 2020.

 

No campo operacional, a Meo terminou o ano com mais de 4,7 milhões de casas cabladas, das quais mais de 2,2 milhões com fibra óptica. No final de 2015 a Meo tinha 404 mil cientes com fibra, tendo somado 8 mil novos subscritores no último trimestre. 90% dos clientes com fibra aderiram ao serviço através de um pacote de serviços.

 

No total, a Meo fechou 2015 com 1.166 mil de unidades geradoras de receitas (RGU), no campo da fibra, com a receita média única por utilizador (ARPU) a situar-se nos 40,1 euros. Deste total de clientes, 396 mil eram subscritores do serviço de televisão, tendo a Meo captado 8 mil novos assinantes de nos três últimos meses do ano.

 

No serviço de banda larga, através da rede de fibra, somou mais 9 mil clientes, totalizando 371 mil, enquanto no segmento de telefone fixo adicionou 8 mil clientes fechando 2015 com 399 mil clientes.

 

No móvel, a Meo fechou 2015 com 6,2 milhões de clientes, dos quais 2,6 milhões pós-pagos. Neste segmento, a PT somou 48 mil novos clientes no último trimestre de 2015. A receita única por cliente neste segmento situou-se em 6,9 euros.

 

No geral, as receitas do grupo Altice caíram 0,1% para 17,4 mil milhões de euros. Já o EBITDA cresceu 17,6% para 6,6 milhões de euros.

(Notícia actualizada às 9:48 com mais informação e corrigida às 11:50 com a queda de 3,7% do número de clientes móveis no segmento empesarial)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI