Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Recoletos avança mais de 18% depois do anúncio de venda (act.2)

As acções da Recoletos, que detém o «Diário Económico», valorizavam cerca de 18% depois da notícia da venda da editora espanhola por parte da Pearson, dona do jornal «Financial Times». Os analistas do BPI consideram que a operação é «positiva» para a Reco

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 14 de Dezembro de 2004 às 12:33
  • Partilhar artigo
  • ...

As acções da Recoletos, que detém o «Diário Económico», valorizavam cerca de 18% depois da notícia da venda da editora espanhola por parte da Pearson, dona do jornal «Financial Times». Os analistas do BPI consideram que a operação é «positiva» para a Recoletos.

A Pearson, dona do jornal «Financial Times», acordou a venda da posição de 79% que detém na editora espanhola Recoletos, dona do «Diário Económico», por 743 milhões de euros aos gestores da empresa, anunciou hoje a empresa britânica.

As acções da Recoleto subiam 17,99% para os 7,15 euros, depois de terem avançado 18,81%, negociando nos 7,2 euros.

Os analistas do BPI consideram o impacto da operação «positivo», aumentando o preço-alvo da Recoletos em 23%. O preço-alvo actual da BPI é de 5,85 euros para 2005, o que foi revisto em alta para 7,2 euros. «Recomendamos que os investidores aceitem a oferta e mudamos o nosso preço-alvo para a Recoletos para 7,2 euros».

O valor de «7,2 euros por acção implícito na oferta, está acima em 5% dos 6,86 euros», valor que o BPI considera «justo», o que significa que os gestores estão «confiantes nas perspectivas da empresa».

O comprador, o grupo de gestores da própria Recoletos, associados na empresa Retos Cartera, que é financiada pelo Banco Espanhol de Crédito (Banesto), ofereceu 7,2 euros por acção pela Recoletos, anunciou hoje a Pearson em comunicado.

O valor é 19% mais elevado do que o preço de fecho do dia anterior, e avalia a Recoletos, dona dos portugueses «Diário Económico» e do «Semanário Económico», em 941 milhões de euros. Em Espanha, a Recoletos detém ainda o jornal económico «Expansión» e o desportivo «Marca».

A Retos Cartera, a empresa que está a fazer a oferta, também vai oferecer o mesmo montante pelas restantes acções, que se encontram dispersas em bolsa.

A Pearson anunciou que, com a transacção, vai obter um produto líquido de 380 milhões de libras (549,65 milhões de euros) aproximadamente, com lucros que rondam os 140 milhões de libras (202,5 milhões de euros).

Ver comentários
Outras Notícias