Media Referendo na agência Lusa decide destituição da Comissão de Trabalhadores

Referendo na agência Lusa decide destituição da Comissão de Trabalhadores

Os funcionários da Lusa-Agência de Notícias de Portugal votaram hoje, em referendo, a favor da destituição da Comissão de Trabalhadores (CT), por mais de metade dos sufrágios expressos.
Referendo na agência Lusa decide destituição da Comissão de Trabalhadores
Correio da Manhã
Lusa 21 de fevereiro de 2018 às 21:31

Dos 239 funcionários inscritos, votaram 150, dos quais 137 a favor da destituição da CT, 12 votaram contra e foi contado um voto em branco, segundo o comunicado divulgado hoje pela Comissão Eleitoral.

 

"Nos cadernos eleitorais estavam inscritos 239 funcionários e foram registados 150 votantes, 13 no Porto, 123 em Lisboa e 14 por correspondência, que foram introduzidos na urna em Lisboa", lê-se no comunicado.

 

Os trabalhadores da agência Lusa, reunidos em plenário, no passado dia 17 de Janeiro, decidiram iniciar um processo de destituição da CT.

 

Os funcionários "entenderam tornar público que não se sentem representados pela actual composição deste órgão representativo de trabalhadores, ao qual retiram confiança", segundo o comunicado então divulgado.

 

O plenário foi convocado na sequência de um abaixo-assinado que reuniu 80 assinaturas para iniciar o processo de destituição da CT.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
Saber mais e Alertas
pub