Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Reforço da Lafarge na Cimpor reacende especulação de fusões em 2004

A Lafarge aumentou a sua posição para 12,74% no capital da Cimpor, facto que reforça a especulação de futuros movimentos de fusões ou aquisições envolvendo a maior cimenteira nacional, segundo estima a Espírito Santo Research.

Bárbara Leite 30 de Dezembro de 2003 às 14:12
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Lafarge aumentou a sua posição para 12,74% no capital da Cimpor, facto que reforça a especulação de futuros movimentos de fusões ou aquisições envolvendo a maior cimenteira nacional, segundo estima a Espírito Santo Research.

Na semana passada, a Lafarge anunciou a sua intenção de vender a posição na cimenteira espanhola Molins, mas adquiria-lhe a participação directa na portuguesa Cimpor. Com esta aquisição de mais 2,64%, a Lafarge via, assim, a sua participação na Cimpor, aumentada para perto dos 13%.

Na opinião da ESR, em reacção ao comunicado ontem enviado que confirmava, a informação veiculada em França, na semana passada, que esta operação «é positiva» para a Cimpor.

«Continuamos a constatar reforços da nossa visão especulativa sobre a Cimpor relativa à possibilidade de processos de fusão e aquisição (M&A) em 2004», comenta a analista Catarina Castro, na nota diária de hoje no «Iberian Daily».

Todavia, a analista destaca que «relembramos que o preço pago pela Lafarge pelos 2,64% está em linha com o preço de mercado na semana passada, mas abaixo do preço encaixado (4,2 euros por acção) pela Holcim com a venda de 1% da sua posição na Cimpor.

A luta pelo controlo da maior cimenteira nacional continua de pé. A Secil, sua principal concorrente, lançou uma oferta sobre os títulos que não detinha na companhia, mas o Governo não autorizou essa proposta. Entretanto, a Teixeira Duarte tornou-se o maior accionista da Cimpor, tendo elegido o conselho de administração, com os votos favoráveis da Lafarge e Banco Comercial Português (BCP). O mercado aguardava que a construtora avançasse para a compra da totalidade da cimenteira nacional

As acções da Cimpor cotavam inalteradas nos 4,12 euros.

Outras Notícias