Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Reforço do BCP na Inapa pode indicar "que o aumento de capital não foi totalmente subscrito pelo mercado”

O BPI classifica de “negativo” para a Inapa o aumento da posição do BCP no seu capital, para mais de 22%. Na perspectiva do banco de investimento, o reforço poderá estar relacionado com o facto do aumento de capital, realizado pela papeleira, não ter sido

Paulo Moutinho 20 de Dezembro de 2007 às 09:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O BPI classifica de "negativo" para a Inapa o aumento da posição do BCP no seu capital, para mais de 22%. Na perspectiva do banco de investimento, o reforço poderá estar relacionado com o facto do aumento de capital, realizado pela papeleira, não ter sido subscrito na totalidade pelo mercado.

O BCP revelou, ontem, que passou a controlar 22,10% do capital da Inapa, o que "poderá ser visto como um puro reforço de um dos maiores accionistas na empresa", refere o BPI, acrescentando que, no entanto, "acreditamos que isto pode um sinal de que o aumento de capital não foi totalmente subscrito pelo mercado".

Nesta perspectiva, a equipa de "research" do BPI afirma que tal poderá ter obrigado a "que um dos grandes accionistas da empresa e credor tenha procedido ao aumento da posição (17,47% para 22,1%) para garantir o sucesso da operação" e os "bookrunners" a "desempenhar um papel na subscrição do aumento de capital".

Os analistas do BPI salientam que "acreditamos que esta operação é crítica para a empresa na medida em que vai permitir reduzir a sua dívida líquida" e "renegociar a restante dívida com melhoria das condições financeiras".

O BPI continua a recomendar "manter" acções da Inapa [ina], com um preço-alvo de 1,20 euros, "target" que confere à empresa um potencial de valorização de 15,3% face à cotação actual. As acções da Inapa seguiam em alta de 0,97%, a cotar nos 1,04 euros.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias