Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Reguladores ibéricos solicitam plano de contingência à REN e REE

Os reguladores ibéricos do sector energético, reunidos hoje em Lisboa, decidiram solicitar à REN e REE um plano de harmonização adicional. A ERSE e da CNE quer que os operadores das redes apresentem medidas que corrijam as recentes situações de redução de

Tânia Ferreira tf@negocios.pt 28 de Novembro de 2007 às 18:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os reguladores ibéricos do sector energético, reunidos hoje em Lisboa, decidiram solicitar à REN e REE um plano de harmonização adicional. A ERSE e da CNE quer que os operadores das redes apresentem medidas que corrijam as recentes situações de redução de capacidade de interligação entre Portugal e Espanha.

"O Comité Técnico do Conselho de Reguladores do MIBEL – mercado ibérico de electricidade solicitou aos dois operadores de sistema ibéricos uma proposta consensualizada para identificação de medidas de harmonização adicionais tendentes a evitar que tais ocorrências possam vir a repetir-se", diz a ERSE – Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos.

O regulador português dá ainda a conhecer que "a título excepcional, o Comité Técnico do Conselho de Reguladores do MIBEL, contou com a presença dos dois operadores de sistema ibéricos (REN e REE) que, apresentaram informação justificativa para as ocorrências verificadas e as medidas adoptadas", tal como o Jornal de Negócios tinha avançado no final da semana passada que iria acontecer hoje.

Em causa está a actuação das eléctricas ibéricas nas últimas semanas, nomeadamente, as paragens imprevistas no fornecimento de electricidade. O episódio do dia 19 de Novembro, em que a produção de 7.500 megawatts (MW) de origem térmica foi afectada em Espanha, com efeitos em Portugal, por paragens imprevistas – obrigando mesmo ao corte de fornecimento de electricidade aos grandes consumidores.

Perante isto, o Governo espanhol solicitou à CNE – Comisión Nacional de la Energia que abrisse  uma investigação para clarificar o que aconteceu e o Comité Técnico do Conselho de Reguladores do MIBEL foi disto hoje informado.

"Governo Espanhol tomou, já, a iniciativa de lhe solicitar uma investigação tendente a analisar a conjugação desfavorável de indisponibilidades verificadas no parque electroprodutor espanhol", esclarecem os reguladores na nota.

Antes disso, as eléctricas já estavam na mira dos reguladores, pela actuação nos últimos tempos, que levou a subidas de preços repentinas no mercado "spot".

Outras Notícias