Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Resultado líquido da Sonae Capital cai 14% nos primeiros nove meses

A Sonae Capital reportou lucros de 31,6 milhões de euros nos primeiros nove meses de 2009, o que correspondeu a uma queda de 14% face aos 36,5 milhões de euros no mesmo período do ano passado, informou a empresa em comunicado à CMVM.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 11 de Novembro de 2009 às 19:02
  • Partilhar artigo
  • ...
A Sonae Capital reportou lucros de 31,6 milhões de euros nos primeiros nove meses de 2009, o que correspondeu a uma queda de 14% face aos 36,5 milhões de euros no mesmo período do ano passado, informou a empresa em comunicado à CMVM.

Este resultado líquido, de acordo com o documento, inclui o ganho de 8,7 milhões de euros na venda da participação financeira na Sonae Indústria.

No período em análise, o volume de negócios ascendeu a 219,9 milhões de euros, mais 53% do que nos primeiros nove meses de 2008.

O EBITDA fixou-se nos 49,6 milhões de euros, contra um valor negativo de 1,9 milhões nos três primeiros trimestres do ano passado.

“As escrituras de venda de unidades residenciais no Troiaresort foram determinantes para o desempenho operacional nos primeiros nove meses de 2009”, explica o comunicado, citando o contributo de 78,7 milhões de euros para o volume de negócios consolidado e de 39,8 milhões de euros para o EBITDA consolidado.

O grupo Selfrio “evidenciou resiliência perante as condições de mercado adversas, nomeadamente na sua unidade líder de mercado na refrigeração comercial e industrial”, refere o documento, salientando que estes contributos foram de: 61,4 milhões de euros para o volume de negócios (+7%) e de 5,6 milhões de euros para o EBITDA (+6%).

No terceiro trimestre, o resultado líquido mais do que duplicou face ao mesmo período de 2008, ao passar de 3,2 para 8,7 milhões de euros.

“Durante o terceiro trimestre do ano, merecem destaque a realização de 15 escrituras de venda de unidades residenciais no Troiaresort e o crescimento de 81% nas receitas de hotelaria (+6,6 milhões de euros), sobretudo decorrentes do primeiro Verão completo de funcionamento das operações hoteleiras no Troiaresort”, avança o comunicado.

“A taxa de ocupação de 78% que os aparthotéis Aqualuz alcançaram durante o mês de Agosto (mês de maior movimento do Verão) evidencia o bom desempenho no lançamento deste novo destino turístico”, refere ainda a Sonae Capital no documento de apresentação das suas contas.

Ver comentários
Outras Notícias