Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Resultados abaixo do esperado deprimem bolsas americanas (act.)

Os principais índices accionistas norte-americanos mantinham a tendência negativa do início da sessão, estando, no entanto, a atenuar as quedas. A pressionar a negociação está a apresentação de resultados que ficaram abaixo das previsões do mercado. O sector das tecnológicas era o que mais contribuía para este desempenho negativo.

Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 21 de Outubro de 2008 às 15:11
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Os principais índices accionistas norte-americanos mantinham a tendência negativa do início da sessão, estando, no entanto, a atenuar as quedas. A pressionar a negociação está a apresentação de resultados que ficaram abaixo das previsões do mercado. O sector das tecnológicas era o que mais contribuía para este desempenho negativo.

O Dow Jones seguia a desvalorizar 0,53% para os 9.216,45 pontos, o tecnológico Nasdaq cedia 0,91% para os 1.753,87 pontos, e o S&P500 recuava 0,78% para os 977,76 pontos. Os índices americanos acompanhavam, assim, o comportamento de descida das praças europeias, que já inverteram dos ganhos registados durante a manhã.

A divulgação de contas trimestrais que falharam as expectativas dos analistas acentuou os receios de que a debilidade da economia vai ter efeitos nos resultados das companhias, o que levou as praças dos EUA a iniciar a sessão em queda.

A Texas Instruments seguia a descer 10,73% para os 16,0501 dólares, depois de ter anunciado uma previsão de queda nas vendas do quarto trimestre. Estas deverão ser entre 2,83 mil milhões de dólares (2,11 mil milhões de euros) a 3,07 mil milhões de dólares (2,29 mil milhões de euros), enquanto o lucro deverá situar-se entre 30 cêntimos a 36 cêntimos por acção. Os analistas da agência Bloomberg estimavam um resultado líquido de 44 cêntimos por acção e vendas de 3,36 mil milhões de dólares (2,50 mil milhões de euros).

Também a Sun Microsystems penalizada ao recuar 14,20% para os 4,959 dólares, após o anúncio de vendas, no último trimestre, que ficaram abaixo das estimativas. A companhia anunciou que as vendas do primeiro trimestre fiscal ascenderam provavelmente entre 2,95 mil milhões de dólares (2,19 mil milhões de euros) a 3,05 mil milhões de dólares (2,27 mil milhões de euros), o que ficou abaixo das estimativas dos analistas que esperavam 3,15 mil milhões de dólares (2,35 mil milhões de euros).

Em destaque pela negativa seguiam, ainda, bancos regionais de Ohio, como o National City, que perdia 4,45% para os 2,79 dólares e o Fifth Third Bancorp, que depreciava 5,56% para os 11,55 dólares, após terem divulgado perdas.

A DuPont perdia 4,01% para os 34,72 dólares, a reflectir o anúncio de que os lucros do terceiro trimestre desceram para 367 milhões de dólares (273,5 milhões de euros).

Os resultados das companhias estão a sobrepor-se ao recuo das taxas interbancárias. A Libor, a três meses em euros, desceu três pontos base para 4,96%, o nível mais baixo desde 12 de Setembro, a sexta-feira que antecedeu a falência do Lehman Brothers (a 15 de Setembro), e que marcou o agudizar da crise financeira.

Os resultados das companhias deverão continuar a condicionar o comportamento das bolsas americanas, numa semana em que pelo menos 139 das 500 companhias do índice S&P500 anunciam as suas contas do terceiro trimestre, incluindo a Apple que divulga hoje os resultados, após o fecho do mercado.

Ver comentários
Outras Notícias