Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Resultados da Brisa sobem 55,3% com efeito fiscal positivo

Os resultados líquidos consolidados da Brisa subiram 55,3% em 2007, para os 259,4 milhões de euros, tendo beneficiado de uma vantagem fiscal de 106 milhões de euros. Os analistas apontavam para lucros de 267,46 milhões de euros.

Alexandra Noronha anoronha@negocios.pt 26 de Fevereiro de 2008 às 18:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os resultados líquidos consolidados da Brisa subiram 55,3% em 2007, para os 259,4 milhões de euros, tendo beneficiado de uma vantagem fiscal de 106 milhões de euros. Os analistas apontavam para lucros de 267,46 milhões de euros.

Os resultados da Brisa atingiram os 259,4 milhões de euros em 2007, contra 167 milhões de euros em 2006, beneficiados pelo impacto dos 106 milhões de euros da operação de titularização de receitas futuras, que a empresa levou a cabo no final de 2007, que resultou numa vantagem fiscal de 31,7 milhões de euros. Ou seja, a titularização, que serviu para refinanciar a dívida de curto prazo, teve um efeito fiscal positivo.

Sem este efeito, a que se juntam interesses minoritários de 4,6 milhões de euros também negativos, devido aos resultados negativos da concessão Brisal, os resultados teriam sido de 223 milhões de euros.

As receitas operacionais da concessionária do grupo Mello atingiram os 646,5 milhões, mais 10,3% que em 2006, sendo que as receitas de portagem aumentaram 12,8%, fixando-se nos 575,7 milhões de euros, representado 89% dos proveitos totais.

A empresa refere, em comunicado à CMVM que o crescimento se deve ao aumento do tráfego médio diário (TMD) de 2,6%, bem como ao impacto da abertura do último laço da A10, a consolidação da compra de 50% da concessão Atlântico, a abertura ao tráfego do lanço Marinha Grande/Louriçal, da concessão Brisal e a inclusão da concessão americana Northwest Parkway a partir de Novembro.

Globalmente, as receitas subiram 10%, sendo que o segmento de negócio dos serviços rodoviários caiu 1,2% (41,1 milhões), as áreas de serviço registaram uma facturação de 11,9 milhões (mais 10,2%) e outros negócios registaram uma variação negativa  de 23,6% (17,8 milhões).

O EBITDA da concessionária atingiu os 459, 5 milhões, uma subida de 10,3% face a 2006 e o EBIT foi de 281,4 milhões de euros (menos 4,3%). Os resultados financeiros da Brisa registaram uma ligeira melhoria, de 2,3%, registando o valor negativo de 58,4 milhões de euros. Os custos operacionais aumentaram 11%, sem amortizações e provisões dado o novo perímetro de consolidação da empresa, que também levou ao aumento dos custos financeiros em 40,8%.

O volume total de investimento da empresa foi de 765 milhões no ano passado, mais 30,9% do que em 2006, tendo a dívida consolidada líquida aumentado 35,7%, devido ao financiamento necessário para suportar os projectos em regime de ‘project finance’.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias