Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Resultados da Mota-Engil ficaram aquém do estimado pelo BPI

A Mota-Engil apresentou resultados esta manhã que ficaram aquém das estimativas dos analistas do BPI. O banco, no seu "Diário de Bolsa" emitido antes da apresentação de resultados estimava um lucro de 71 milhões de euros e um EBITDA de 143 milhões de euros. Os resultados da construtora ficaram aquém destes números.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 31 de Agosto de 2009 às 11:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...
A Mota-Engil apresentou resultados esta manhã que ficaram aquém das estimativas dos analistas do BPI. O banco, no seu “Diário de Bolsa” emitido antes da apresentação de resultados estimava um lucro de 71 milhões de euros e um EBITDA de 143 milhões de euros. Os resultados da construtora ficaram aquém destes números.

O resultado líquido da construtora ascendeu a 57,8 milhões de euros e o EBITDA foi de 142,5 milhões de euros, segundo comunicado à Comissão do Mercado e Valores Mobiliários.

Recorde-se que o Grupo Mota-Engil detém uma participação qualificada no Grupo Martifer correspondente a 37,5% do seu capital social.

Os ganhos não recorrentes relativos à Martifer ascenderam a 43,49 milhões de euros.

Excluindo o resultado não recorrente da Martifer, no primeiro semestre do ano, o resultado líquido foi de 14,2 milhões de euros, ligeiramente acima do resultado relativo ao mesmo período do ano passado. O volume de negócios da empresa também aumentou.

O volume de negócios da empresa aumentou em 13,79% para os 957,1 milhões de euros, num período marcado pela subida das provisões e amortizações. No primeiro semestre de 2008, o resultado líquido foi de 14,1 milhões de euros, pelo que o resultado liquido referente ao ano corrente cresceu apenas 0,71% face ao período homólogo.

As provisões realizadas pela Mota-Engil cresceram 66,36% para os 1,36 milhões de euros, e as amortizações aumentaram em 24,43% para um total de 61,8 milhões de euros.

Ver comentários
Outras Notícias