Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Revista de imprensa nacional

Resumo das notícias económicas mais importantes da imprensa diária

Negócios negocios@negocios.pt 16 de Janeiro de 2009 às 08:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Açores e Madeira beneficiam funcionários públicos (Jornal de Negócios) Os funcionários públicos da Madeira e dos Açores vão manter o vínculo ao Estado, ficando com um regime mais favorável do que a generalidade dos funcionários do Continente que, no início de Janeiro, foram obrigados a transitar para o Contrato de Trabalho em Funções Públicas (CTFP).

Cotações apontam para nova subida dos combustíveis (Jornal de Negócios) Os preços dos combustíveis, depois das subidas dos últimos dias, deverão voltar a aumentar na próxima semana, pelos menos a avaliar pelo comportamento dos derivados do petróleo nos mercados internacionais, que estão a acumular subidas significativas desde o final de Dezembro. Como comprar casa voltou a ser bom negócio (Diário Económico) Com o preço das casas a descer e as taxas de juro em queda, será 2009 uma boa altura para comprar casa? Os especialistas não têm dúvidas e são unânimes: "nunca esteve tão bom do ponto de vista do comprador", adiantou Jorge Garcia, responsável de comunicação da ERA Portugal. "Há oportunidade para se fazerem bons negócios e quem tem capital e quer comprar deve fazê-lo", acrescentou Manuel Alvarez, presidente da Remax Portugal.

Ministro em Londres para tentar salvar imagem do país (Diário Económico) Ontem Teixeira dos Santos foi falar com a Standard & Poor’s para tentar evitar uma descida do ‘rating’ do Estado. Hoje o Governo aprova o orçamento suplementar e as novas previsões para 2009.

Portugal deverá contrair-se 1,5% em 2009 e dívida pública pode disparar (Público) Um crescimento negativo da economia de 1,5 por cento em 2009 e a possibilidade de subida da dívida pública para um valor próximo de 70 por cento do PIB são duas das razões pelas quais a Standard & Poor's (S&P) pode vir a baixar a sua classificação de risco de crédito atribuída a Portugal durante as próximas semanas. Nos mercados, essa possibilidade foi ontem responsável por mais um aumento forte do custo da emissão da dívida pública portuguesa.

Aerosoles começou ontem processo de despedimento de 130 funcionários (Público) A Aerosoles, o maior grupo de calçado português, começou ontem o processo de despedimento previsto no plano de reestruturação desenhado no ano passado, que previa a redução de cerca de 15 por cento da mão-de-obra do grupo - tem 1360 funcionários, 661 dos quais em Portugal -, bem como o fecho de 30 lojas em toda a Europa.

Prestação da casa cai mais de 40 euros (Diário de Notícias) Quando o corte de juros ontem anunciado pelo Banco Central Europeu (BCE) se reflectir nos empréstimos de compra de casa, as prestações de um empréstimo de 150 mil euros poderão descer 41 euros, de acordo com uma simulação feita pelo DN. Se o crédito em causa for de 200 mil euros, o corte mensal na prestação pode chegar aos 55,16 euros.

Facturas de casa, luz e gás aumentaram 3,6% em Dezembro (Diário de Notícias) Os preços aumentaram 2,6%, em média, no ano passado, mas estão a desacelerar com os efeitos da crise económica. Pelo sétimo ano consecutivo, os funcionários públicos perderam poder de compra. Para 2009, o Banco de Portugal prevê uma carestia de 1%, a mais baixa inflação média das últimas décadas

400 milhões em perdas no BPN (Correio da Manhã) Os maiores prejuízos do grupo Sociedade Lusa de Negócios (SLN), num total de quase 400 milhões de euros, estão no Banco Português de Negócios (BPN), no BPN Imofundos, no Banco Efisa e na seguradora Real Vida, revelou ontem Miguel Cadilhe.

Prestações da casa devem cair mais de 200 euros em Fevereiro (Jornal de Notícias) A descida continuada da inflação dá argumentos ao Banco Central Europeu para baixar a sua taxa directora e, com isso, influenciar novas quebras da Euribor. Quem ganha são as pessoas com empréstimos para a casa.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias