Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

RTL deve reforçar até 20% na Media Capital para consolidação patrimonial

O recente reforço da RTL na Media Capital não é visto pelos analistas como uma tentativa de tomar o controlo da empresa, mas sim um investimento para elevar a posição de 11,6% para os 20%, o novo patamar que as IAS exigem para uma consolidação patrimonial

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 24 de Agosto de 2005 às 11:05
  • Partilhar artigo
  • ...

O recente reforço da RTL na Media Capital não é visto pelos analistas como uma tentativa de tomar o controlo da empresa, mas sim um investimento para elevar a posição de 11,6% para os 20%, o novo patamar que as IAS exigem para uma consolidação patrimonial.

Os alemães da RTL poderão vir a reforçar para 20% a posição na estrutura accionista da Media Capital [MCP], de forma a consolidar essa posição através do método de «equity», ou de equivalência patrimonial.

Esta é a convicção do analista do BPI Tiago Veiga Anjos. «Não interpretamos o recente reforço da posição da RTL como um sinal que esta estará disposta a entrar numa batalha pelo controlo [da Media Capital] com a Prisa».

«Em vez disso, acreditamos que a RTL deverá continuar a alavancar a sua posição no sentido de negociar com a Prisa, enquanto se aproxima dos 20%, o limiar que permitiria consolidar a posição na Media Capital através do método de equivalência patrimonial», refere.

Com a adopção das novas normas internacionais de contabilidade (IAS), as empresas terão de reforçar as suas participações financeiras para 20% - o limite mínimo permitido pelas IAS - para que continuem a consolidar a posição detida pelo método de equivalência patrimonial.

Abaixo desse limiar, as participações accionistas são contabilizadas como acções disponíveis para venda. Antes, a lei em vários países permitia que fossem consolidadas participações financeiras de mais de 3% em empresas cotadas.

A 4 de Outubro de 2004, o Grupo RTL anunciou a aquisição de uma posição estratégica de 11,6% no capital social da dona da TVI.

Este pacote de acções foi vendido ao Grupo RTL pela Hicks Muse Tate & Furst, uma importante firma global de investimentos privada.

Na semana passada, em comunicado enviado à CMVM, a Media Capital disse que a sociedade de investimento Ixis vendeu 2,41% do capital da empresa nacional à Nexgen por 13,87 milhões de euros, que por sua vez a alienou a participação à RTL.

Ontem, num comunicado difundido pela empresa do grupo Bertelsmann, a empresa alemã afirma que a sua posição de 11,6% passou para os 16,1%. Em declarações à Bloomberg, o porta-voz da RTL afirmou que a empresa alemã tinha mantido conversações com os espanhóis da Prisa sobre a Media Capital.

A RTL disse ao Jornal de Negócios que a Media Capital é um bom investimento estratégico, mas não desvenda se vai reforçar ainda mais a sua posição na dona da TVI.

As acções da Media Capital seguiam inalteradas nos 6,85 euros.

Outras Notícias