Media Rui Rio: "A prioridade da comunicação social é tudo menos social"

Rui Rio: "A prioridade da comunicação social é tudo menos social"

O ex-presidente da Câmara do Porto voltou a criticar esta manhã os media, que diz terem responsabilidade na desgaste da democracia e um "fraco sentido de Estado".
A carregar o vídeo ...
Alexandra Noronha 17 de setembro de 2015 às 11:36

O ex-presidente da Câmara do Porto, Rui Rio, deixou esta manhã críticas ao papel da Comunicação Social que diz ser "tudo menos social", actualmente. "A liberdade de imprensa é um pilar fundamental da democracia", salientou, mas garantiu que "não são todas mas há demasiadas notícias deturpadas. Demasiadas notícias sem verdade, rigor, isenção e independência", criticou Rui Rio.

 

O político acredita que o objectivo é "pôr cá fora o que dá lucro, vende é dá menos prejuízo". E como consequência "os leitores têm caído", referiu Rui Rio. O ex-edil disse ainda que nas eleições para a Câmara do Porto "até hoje que a Comunicação Social colocou-se sempre do lado de quem perdeu e deu nota de que eles iam ganhar", referiu.

 

Rui Rio referiu ainda que "há muito fraco sentido de Estado da Comunicação Social, com permanentes violações do segredo de justiça e julgamentos populares. Num regime totalitário é de aplaudir, numa democracia é um crime brutal."

 

O político reconheceu que as empresas de media têm problemas financeiros, mas salientou que é preciso investigar o que é realmente um escândalo, porque neste momento "verdade ou mentira tudo é um escândalo".

 

Rui Rio, que esteve na apresentação de um estudo da ERC sobre modelos de negócios nos media, diz que a comunicação social passa para a opinião pública que tudo na política é corrupção, o que é mentira. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI