Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

RyanAir em conversações para compra de posição estratégica na Air Macau

A irlandesa RyanAir, a segunda maior transportadora aérea europeia de baixo custo, está em conversações para adquirir uma posição estratégica na Air Macau, empresa onde a TAP quer vender a sua participação de 20%.

Ricardo Domingos rdomingos1@gmail.com 15 de Agosto de 2003 às 14:58
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A irlandesa RyanAir, a segunda maior transportadora aérea europeia de baixo custo, está em conversações para adquirir uma posição estratégica na Air Macau, empresa onde a TAP quer vender a sua participação de 20%, noticiou hoje o «China Morning Post».

Sem citar fontes, o jornal chinês afirma que a estatal China National Aviation, que controla 51% da transportadora macaense, tem vindo a encetar negociações com a Irlandia Investments, o veículo da investimento da RyanAir.

Uma fusão da RyanAir com a Air Macau criaria a primeira companhia aérea asiática de baixo custo com fundos suficientes para abrir novas rotas para outras cidades chinesas e trazer mais turistas aos casinos de Macau, revela a mesma fonte.

A TAP já admitiu que a entrada de um accionista com presença geográfica local no capital da Air Macau beneficiaria a transportadora, pelo que aguarda uma decisão da empresa sobre a possível venda da sua posição na Air Macau.

O Governo de Macau havia anunciado que pretende comprar 20% do capital da companhia aérea Air Macau à TAP-Air Portugal. O jornal não especifica se a posição a vender à Ryanair já inclui uma eventual compra da participação da TAP.

A TAP poderia encaixar algum dinheiro que serviria para reduzir os prejuízos registados no semestre e que se encontram acima do orçamentado pela equipa liderada pelo presidente executivo Fernando Pinto.

Contactada, fonte oficial da TAP não se encontrava disponível para comentar.

Outras Notícias