Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ryanair rejeita criticas da associação das companhias aéreas (act.)

A Ryanair rejeita as críticas da associação das companhias aéreas - RENA - que teceu duras críticas à forma como as "low cost" beneficiadas em relação aos seus associados.

Ana Torres Pereira atp@negocios.pt 30 de Setembro de 2011 às 16:36
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
(actualiza com reacção da TAP)
"A Ryanair rejeita as criticas de Paulo Geisler, da RENA, que reclama um tratamento igual para todas as companhias aéreas em Lisboa e que não facilita as tarifas baixas da Ryanair", referiu a companhia low cost hoje em comunicado.

E vai mais longe alertando que "a RENA já deveria saber que a legislação europeia obrigada a que todas as companhias aéreas devem lhes ser oferecida a mesma proposta comercial e os mesmos incentivos em cada um dos aeroportos, mas são as companhias de tarifas altas que preferem ter preços elevados em vez de os baixar".

Ao Negócios, António Monteiro, director de comunicação da TAP, em reacção a estas declarações, disse: "A Ryanair está habituada a agredir e ofender impunemente. Mas a realidade é que o seu crescimento em Portugal se deve aos subsídios e apoios que recebe que distorcem as regras de uma concorrência leal que sempre existiram entre as companhias de aviação, com benefício para os passageiros. É tempo de compreender que a chantagem e a intimidação são armas sem futuro".

A associação representativa das companhias aéreas, RENA, teceu duras críticas à forma como as "low-cost" estão a ser beneficiadas, em detrimento da companhia aérea de bandeira.

Em comunicado, a RENA refere que a TAP tem sido visada "numa campanha pouco transparente e que coloca em causa os elevados investimentos realizados nos últimos anos".

"É de admirar que uma associação obscura que representa a TAP e outras companhias aéreas de tarifas elevadas reclama da Ryanair e das operações aeroportuárias eficientes quando os seus membros associados não estão claramente interessados ​​no crescimento do turismo português e no emprego", afirmou Daniel Carvalho, responsável da comunicação da Ryanair, em comunicado.

A Ryanair já manifestou a sua vontade de operar em Lisboa, contudo as negociações entre a companhia "low cost" e a ANA não chegaram a bom porto.

Ver comentários
Saber mais Ryanair RENA companhias aéreas TAP
Outras Notícias