Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Salários da equipa de Ricardo Salgado subiram 23%

As remunerações dos membros da comissão executiva do BES, liderada por Ricardo Salgado, aumentaram 23,28% no ano passado, totalizando 12,65 milhões de euros. Esta subida deveu-se ao crescimento da componente variável do salário.

Maria João Gago mjgago@negocios.pt 03 de Março de 2009 às 00:01
As remunerações dos membros da comissão executiva do BES, liderada por Ricardo Salgado, aumentaram 23,28% no ano passado, totalizando 12,65 milhões de euros. Esta subida deveu-se ao crescimento da componente variável do salário.

O valor dos bónus pagos no ano passado, referentes ao desempenho de 2007, avançou 36,4%, para 8,8 milhões. Já a remuneração fixa manteve-se praticamente inalterada, em, 3,8 milhões de euros. Os prémios de desempenho a pagar em 2009 também deverão permanecer inalterados, uma vez que uma das propostas a aprovar na assembleia geral de 16 de Março prevê o congelamento dos bónus dos gestores do BES.

Os dados sobre os salários dos gestores do BES constam do relatório sobre o governo das sociedades que será submetido à reunião de accionistas. Os dados evidenciam também um crescimento dos gastos salariais com os administradores não executivos.

Os que integram a comissão de auditoria auferiram 765 mil euros, mais 10% que há um ano, enquanto os encargos associados aos restantes gestores caíram quase 26% (para 971 mil euros), evolução que resulta da diminuição do número de membros do conselho de administração. No total, os salários da administração subiram 17%, para 14,38 milhões.

Já os auditores do BES receberam honorários inferiores aos do ano passado. A facturação da KPMG com o BES caiu 6,52%, fixando-se em 5,74 milhões de euros. Mais de metade da remuneração (52%) disse respeito a serviços de auditoria e revisão oficial de contas.

Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio